PF descobre fraudes de R$ 4 milhões em benefícios da Previdência

PF descobre fraudes de R$ 4 milhões em benefícios da Previdência

Operação Cardiopata, deflagrada nesta sexta-feira, 8, mobiliza 120 agentes e delegados federais para cumprimento de 53 mandados judiciais, sendo 15 de prisão, na região de Campos dos Goytacazes, ao Norte do Rio

Luiz Vassallo e Julia Affonso

08 de dezembro de 2017 | 16h40

Polícia Federal. Foto: JOSE LUCENA/FUTURA PRESS/

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira, 8, a Operação Cardiopata para combater um esquema de fraudes na concessão de benefícios da Previdência que pode ter provocado prejuízo de R$ 4 milhões aos cofres públicos. Pelo menos 34 benefícios foram fraudados, garantindo pagamentos ilícitos a ‘segurados’.

+ Moro ignora crítica de Lula e diz que não debate publicamente com condenados

Cardiopata mobiliza 120 agentes e delegados federais para cumprimento de 53 mandados judiciais _ sendo 15 de prisão, 20 de condução coercitiva e 18 de buscas.

+ Maioridade penal

A base da operação é o município de Campos dos Goytacazes, ao norte do Estado do Rio.

+ Desembargador manda Felipe Picciani para Bretas

Os investigadores suspeitam da ação de médicos e peritos.

+ Supremo aprova lei paulista sobre ICMS na importação de carro por pessoa física

A PF informou que deverá indiciar os envolvidos por estelionato previdenciário, corrupção e até violação do sigilo funcional – quando um servidor tem acesso a dados confidenciais e deles faz uso para obter alguma vantagem.

Segundo a investigação, os beneficiados da fraude conseguiam atestados médicos de que sofriam de miocardiopatia – doença do músculo do coração.

A PF constatou que os atestados usados pelos beneficiários eram falsificados.