PF deflagra Poço Seco, fase 41 da Lava Jato

PF deflagra Poço Seco, fase 41 da Lava Jato

Em nota, a PF informou que estão sendo cumpridos 8 mandados de busca e apreensão, 1 mandado de prisão preventiva, 1 mandado de prisão temporária e 3 mandados de condução coercitiva nos estados do Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo

Ricardo Brandt, Julia Affonso e Fausto Macedo

26 Maio 2017 | 07h30

Foto: Dida Sampaio/Estadão

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira, 26, a Operação Poço Seco, 41ª fase da Operação Lava Jato. Fernanda Luz, ligada ao Lobista Jorge Luz, foi alvo de  condução coercitiva.

Jorge Luz e Bruno Luz, pai e filho, estão presos preventivamente desde 25 de fevereiro, por corrupção e lavagem de dinheiro.

Em nota, a PF informou que estão sendo cumpridos 8 mandados de busca e apreensão, 1 mandado de prisão preventiva, 1 mandado de prisão temporária e 3 mandados de condução coercitiva nos estados do Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo.

Moro absolve Cláudia

+ Sérgio Moro confisca R$ 640 mil de Cláudia

A ação policial tem como alvo principal a investigação de complexas operações financeiras realizadas a partir da aquisição pela Petrobrás de direitos de exploração de petróleo em Benin, na África, com o objetivo de disponibilizar recursos para o pagamento de vantagens indevidas a ex-gerente da área de negócios internacionais da empresa.

+ VÍDEO: Moro ouve testemunhas de acusação dos operadores do PMDB

Em março deste ano, o juiz federal Sérgio Moro condenou o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB) por crimes de corrupção, de lavagem e de evasão fraudulenta de divisas, a 15 anos e 4 meses de prisão em ação penal sobre propinas na compra do campo petrolífero de Benin, pela Petrobrás, em 2011.

O nome da fase (Poço Seco) é uma referência aos resultados negativos do investimento realizado pela Petrobrás na aquisição de direitos de exploração de poços de petróleo em Benin/África.

Os investigados responderão pela prática dos crimes de corrupção, fraude em licitações, evasão de divisas, lavagem de dinheiro dentre outros.

Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba quando autorizados pelo juízo competente.

COM A PALAVRA, O ADVOGADO GUSTAVO TEIXEIRA, QUE DEFENDE A FAMÍLIA LUZ

A defesa de Fernanda Luz afirma que ela não se encontrava no momento em seu apartamento pois retornava exatamente de Curitiba em razão das audiências de seu pai e irmão, sendo certo que já está agendada sua oitiva com ciência da data por parte do Juízo.

OS MANDADOS

Brasília/DF

01 mandado de busca e apreensão

São Paulo/SP

02 mandados de busca e apreensão

Rio de Janeiro/RJ

05 mandados de busca e apreensão
01 mandado de prisão preventiva
01 mandado de prisão temporária
03 mandados de condução coercitiva

Mais conteúdo sobre:

operação Lava JatoPetrobrás