PF deflagra Niágara contra compra de votos em Alagoas

PF deflagra Niágara contra compra de votos em Alagoas

Investigação aponta distribuição de dinheiro e benesses a eleitores de Viçosa para as eleições municipais de outubro deste ano

Julia Affonso e Fausto Macedo

26 de julho de 2016 | 06h02

 

Foto: Filipe Araujo/Estadão

Foto: Filipe Araujo/Estadão

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira, 26, a Operação Niágara contra crimes eleitorais no município de Viçosa, a 90 quilômetros da capital Maceió. Segundo a Federal, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão, um mandado de condução coercitiva e três mandados de intimação.

A investigação aponta que haveria distribuição de dinheiro e benesses para eleitores de Viçosa para as eleições municipais em outubro deste ano. O esquema contaria com a participação de um grande proprietário rural, um pré-candidato a prefeito e centenas de eleitores já teriam sido arregimentados.

O conduzido será levado para a sede da Polícia Federal em Maceió.

O nome Niágara se refere à analogia feita entre as Cataratas do Niágara e seu incrível volume de água e o incrível volume de dinheiro movimentado durante as eleições municipais no Brasil, grande parte destinada à compra de votos.

Tudo o que sabemos sobre:

eleições 2016Polícia Federal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.