PF confisca 550 peixes ornamentais Tigre, Bordô e Zebra no aeroporto de Manaus

PF confisca 550 peixes ornamentais Tigre, Bordô e Zebra no aeroporto de Manaus

Em abordagem rotineira no Eduardo Gomes, agentes federais apreenderam sábado, 14, cardumes de três espécies raras, muito valorizadas no Brasil e no exterior

Julia Affonso e Luiz Vassallo

16 de julho de 2018 | 16h24

Foto: PF

A Polícia Federal no Amazonas apreendeu, na tarde do último sábado, 14, no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, 550 peixes ornamentais, alguns em processo de extinção. Em abordagem rotineira, uma equipe de policiais federais apreendeu cardumes de 3 espécies raras, Tigre, Bordô e Zebra, muito valorizadas no Brasil e no exterior.

A PF informou que os peixes estavam armazenados em sacos plásticos, dentro de duas malas, com destino a Tabatinga/AM, na fronteira com a Colômbia.

Duas pessoas foram presas e serão indiciadas por crime ambiental, previsto no artigo 34, parágrafo único, III, da Lei 9.605/98 e pelos crimes listados nos artigos 29 e 334-A do Código Penal Brasileiro.

Os presos foram conduzidos até a Superintendência da PF e, depois, levados para exame do corpo de delito. Em seguida, os detidos foram transferidos para o presídio, à disposição da Justiça Federal.
A PF reafirmou ‘seu compromisso com a defesa do meio ambiente e da Amazônia, conforme determina o artigo 225 da Constituição Federal e tratados internacionais dos quais o Brasil é signatário.

A PF ressaltou que ‘os crimes contra a fauna já levaram à extinção centenas de espécies, o que configura uma perda não só para o Brasil, mas também para toda a humanidade’.

Tudo o que sabemos sobre:

Polícia Federal

Tendências: