PF atua em desembarque no Pará de 51 brasileiros vindos do Suriname

PF atua em desembarque no Pará de 51 brasileiros vindos do Suriname

Nenhum passageiro apresentou sintomas da covid-19; no mesmo voo embarcaram 80 surinameses que voltaram para o seu país de origem

Pedro Prata e Fausto Macedo

31 de março de 2020 | 17h47

Atualizada às 19h20 de 31 de março de 2020.

Foto: Polícia Federal/Divulgação

A Polícia Federal realizou o procedimento imigratório nesta terça, 31, para o retorno de 51 brasileiros que estavam no Suriname. No voo também havia um uruguaio, que teve permissão do Ministério das Relações Exteriores para entrar no País e, assim, seguir para sua terra natal. Nenhum passageiro apresentou sintomas da covid-19.

O voo pousou no aeroporto de Belém às 13h40. Os passageiros foram submetidos a inspeção de saúde por técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e da Secretaria de Saúde do Estado.

Na mesma ocasião, foi realizado o procedimento imigratório de 80 cidadãos surinameses que embarcaram no mesmo avião com destino ao seu país de origem.

Em vídeo publicado pela conta do Itamaraty, o uruguaio, de 62 anos, disse que é hipertenso e possui diabetes e mal de Parkinson. Estava preso no Suriname sem acompanhamento médico e afirma que sua saúde estava deteriorando. Ele seguirá de avião de Belém para São Paulo, depois para Porto Alegre e, por fim, de ônibis até Chuí, na fronteira com o Uruguai. Só então é que chegará em casa.

Brasileiros

Os passageiros que permaneceriam no Pará foram orientados a se isolar em quarentena em seus domicílios. Os demais foram auxiliados pelo governo estadual para comprar passagem para seus respectivos destinos.

O trabalho foi realizado em conjunto pela Polícia Federal, Infraero, Anvisa, Receita Federal, SEGUP, Polícia Militar e Secretaria de Saúde.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.