PF apreende 247 kg de cocaína em plantação de soja no Paraná

PF apreende 247 kg de cocaína em plantação de soja no Paraná

Droga estava sendo armazenada em helicóptero e três suspeitos foram encontrados no local, eles foram presos em flagrante por tráfico internacional de drogas

Samuel Costa

21 de fevereiro de 2021 | 17h51

apreensao_247_kg_cocaina_policia_federal_parana_plantacao_soja

Polícia Federal apreende 247,5 kg de cocaína no Paraná. Foto: Assessoria de Imprensa / Polícia Federal

A Polícia Federal apreendeu 247 kg de cocaína em uma plantação de soja em Santa Mônica, cidade localizada na região de Maringá, a 467 km de Curitiba. No momento da abordagem policial, a droga estava sendo armazenada em um helicóptero. Três homens estavam no local, o suposto piloto da aeronave e dois auxiliares. Todos foram presos em flagrante por tráfico internacional de entorpecentes e organização criminosa. A ação aconteceu na manhã deste domingo (21).

De acordo com o delegado Cezar Luiz Busto de Souza, a operação foi deflagrada após o recebimento de denúncias de moradores. Ele relata que a região tem bastante tráfego de helicópteros, normalmente fazendeiros que transitam entre suas propriedades e os municípios vizinhos. O caso chamou atenção dos agentes, porque foi notada movimentação estranha de pousos de aeronaves em locais impróprios, no meio de plantações de soja. “Eles [traficantes] escolhem áreas aleatórias, é muito fácil o sujeito pousar e passar despercebido”, explica o delegado. “Normalmente, os proprietários [das terras] já têm uma ideia [do que está acontecendo] e não vão mexer lá com o traficante, porque ficam com medo”, completa. 

A suspeita é que o carregamento de cocaína tenha saído do Paraguai e iria ser entregue no estado de São Paulo. O delegado afirma que os pousos no noroeste do Paraná são comuns para a realização do abastecimento dos helicópteros. Na operação de hoje, além da droga, também foram encontrados galões de combustível. “[A região] É uma linha reta do Paraguai para o estado de São Paulo. Não é a primeira vez que fazemos uma apreensão como essa, no ano passado apreendemos 430 kg de cloridrato de cocaína em outro município, que também estava sendo armazenado em uma aeronave”, relata. 

Cezar Luiz Busto de Souza informou que a PF investiga agora quem é o proprietário do helicóptero. “Não temos interesse em prender apenas os operadores do crime, queremos saber quem é o financiador e responsável pela carga”, garante. A ação deste domingo contou com o apoio da Polícia Militar do estado do Paraná, 3ª Cia Independente da PM em Loanda e do Grupamento de Operações Aéreas da Polícia Civil. 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.