PF acha R$ 880 mil em espécie em apartamento de Higienópolis

PF acha R$ 880 mil em espécie em apartamento de Higienópolis

Apreensão da Operação Dinheiro Vivo ocorreu nesta terça-feira, 12; investigação se iniciou em outubro de 2018, quando uma boliviana foi presa com US$ 799.500 em um ônibus que partiu de São Paulo para Campo Grande (MS)

Luiz Vassallo, Julia Affonso e Fausto Macedo

12 de fevereiro de 2019 | 18h42

Foto: PF

A Polícia Federal apreendeu R$ 880 mil em um apartamento no bairro de Higienópolis, em São Paulo, no âmbito da Operação Dinheiro Vivo, nesta terça-feira, 12. Segundo os investigadores, o imóvel está vinculado à pessoa presa em flagrante no dia 15 de outubro de 2018, quando transportava aproximadamente US$ 800 mil em uma mala, num ônibus que vinha de São Paulo, capital, para Campo Grande (MS).

“No referido apartamento, localizado no bairro de Higienópolis, capital paulista, os policiais federais prenderam três pessoas – dois homens e uma mulher – além de apreenderem a quantia, que depois de contada totalizou R$ 883.578,00 (oitocentos e oitenta e três mil quinhentos e setenta e oito reais)”, afirma a PF.

Foto: PF

De acordo com a PF, ‘primeiramente, foi encontrado o dinheiro e, enquanto realizavam as buscas, os responsáveis pelos valores chegaram ao imóvel e restaram detidos’. “Também foram apreendidos dois veículos – um VW Fox prata 2018 e um GM Cobalt prata 2018 – que pertenceriam aos três indivíduos presos”.

A ação foi o resultado de um trabalho conjunto das Superintendências da Polícia Federal nos Estados do Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Foto: PF

Fio da Meada

No dia 15 de outubro, uma cidadã boliviana, de 32 anos, foi presa pela Polícia Rodoviária Federal na BR-163, em Nova Alvorada do Sul/MS, a 114 km de Campo Grande/MS. De acordo com a PF, ‘no momento da abordagem a detida estava passando mal dentro de um ônibus proveniente de São Paulo com destino a Campo Grande’. “Durante o atendimento, os policiais revistaram a mala da suspeita e desconfiaram do volume e do peso, tendo encontrado exatos US$ 799.500 (setecentos e noventa e nove mil e quinhentos dólares americanos) divididos em pacotes, equivalentes na época a quase R$ 3 milhões (três milhões de reais)”.

“Após ser atendida no hospital, a cidadã boliviana informou aos policiais que levaria o montante até Santa Cruz de La Sierra/COL. Presa em flagrante, foi conduzida até a Superintendência da PF no Estado do MS, tendo deste fato originado toda a investigação que culminou com a ação bem sucedida de hoje, na qual foi logrado êxito na apreensão do dinheiro no apartamento de São Paulo”, afirma a PF.

Tendências: