PF acha armas pesadas na chácara de ladrões de bancos

PF acha armas pesadas na chácara de ladrões de bancos

Ação na região de Maringá, interior do Paraná, levou à prisão de foragido e apreensão de submetralhadoras e munição; na sexta, 7, agentes federais mataram seis homens durante confronto nas águas do rio Paranapanema

Luiz Vassallo e Julia Affonso

10 de abril de 2017 | 13h07

Foto: PF

Foto: PF

A Polícia Federal apreendeu armamento pesado em uma chácara na cidade de Jaguapitã, no interior do Paraná. A investigação é um desdobramento da operação que, na sexta-feira, 7, culminou com a morte de seis ladrões de bancos nas águas do rio Paranapanema.

O confronto ocorreu por volta das 7h30, nos limites do município de Alvorada do Sul (PR).
Por volta de 4h30, segundo nota divulgada pela PF, o mesmo grupo explodiu as dependências de duas agências bancárias no município de Cruzália, interior de São Paulo.

Nesta segunda etapa da investigação, a PF cumpriu cerca de 10 mandados de buscas nas casas dos suspeitos, na mesma sexta-feira e no sábado, 8.

Foto: PF

Foto: PF

A PF informou que sábado, em uma chácara de Jaguapitã, um suspeito fugiu do local ao perceber a chegada dos agentes que permaneceram escondidos na mata por toda a noite e o prenderam na manhã de domingo, 9, quanto ele retornou.

A PF vasculhou a propriedade rural e encontrou barris enterrados com 2 submetralhadoras (.45), uma pistola de uso restrito(.40), além de farta munição de calibres (.556) e (.762), e explosivos.

O suspeito foi preso em flagrante e encaminhado para a Delegacia de Polícia Federal em Maringá.

Foto: PF

Foto: PF

Foto: PF

Foto: PF

Foto: PF

Foto: PF

Foto: PF

Foto: PF

Foto: PF

Foto: PF

Tudo o que sabemos sobre:

Polícia Federal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.