PF abre Evergetas para investigar distribuição de bebida alcoólica a eleitores no Piauí

PF abre Evergetas para investigar distribuição de bebida alcoólica a eleitores no Piauí

Foram cumpridos 17 mandados judiciais, sendo 11 de busca e apreensão e seis de condução coercitiva; comitês de campanha foram vasculhados

Julia Affonso e Fausto Macedo

11 de outubro de 2016 | 10h29

Foto: Reprodução/Sindicato dos Delegados da Polícia Federal

Foto: Reprodução/Sindicato dos Delegados da Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira, 11, a Operação Evergetas que investiga a distribuição de bebidas alcoólicas a eleitores. Segundo a Evergetas, duas coligações adversárias que concorreram à Prefeitura da cidade de Oeiras/PI, na região sul do estado, fizeram a distribuição.

Oeiras tem 35 mil habitantes. A cidade fica a cerca de 300 quilômetros de Teresina. Os candidatos Abimael Rocha (PTN) e Zé Raimundo (PP) disputaram a Prefeitura de Oeiras. Zé Raimundo foi eleito em 1º turno.

Foram cumpridos 17 mandados judiciais, sendo 11 de busca e apreensão em imóveis residenciais e comerciais e em comitês de campanhas para as duas agremiações políticas, além de seis de condução coercitiva – quando o investigado é levado para prestar depoimento obrigatoriamente e liberado.

Todo o material apreendido será encaminhado à capital piauiense para realização de exames periciais.

O evergetismo deriva do grego. Significa “eu faço boas obras” e indica a prática, no mundo clássico, de presentes luxuosos para a comunidade de forma aparentemente desinteressada.