PF abre 4.ª fase da Hashtag contra ‘célula do Estado Islâmico’

PF abre 4.ª fase da Hashtag contra ‘célula do Estado Islâmico’

Por ordem da 14.ª Vara Criminal da Justiça Federal no Paraná, agentes cumpriram dois mandados de buscas e efetuaram duas conduções coercitivas em São Paulo

Fausto Macedo, Julia Affonso e Ricardo Brandt

06 de setembro de 2016 | 17h15

Foto: Reprodução/Sindicato dos Delegados da Polícia Federal

Foto: Reprodução/Sindicato dos Delegados da Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira, 6, a 4ª etapa da Operação Hashtag – investigação sobre ‘organização criminosa de alcance internacional, como célula do Estado Islâmico no país’. Desde que a Hashtag foi aberta, a PF já prendeu quinze suspeitos.

Nesta nova fase foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão e dois de condução coercitiva, um na cidade de São Paulo, outro no interior do Estado.

A 14.ª Vara Criminal Federal de Curitiba, que autorizou a deflagração da Hashtag, não informou os nomes dos alvos da 4.ª etapa ‘para preservar o andamento das investigações’.

A primeira fase da Hashtag foi desencadeada no dia 21 de julho, a poucos dias da abertura dos Jogos Olímpicos do Rio.

Segundo a Polícia Federal, o grupo tinha planos de praticar atentados. Na ocasião, doze mandados de prisão temporária com prazo inicial de 30 dias foram expedidos – prazo prorrogado até 18 de setembro. Também houve duas conduções coercitivas e cumprimento de 20 mandados de busca e apreensão.

A segunda fase da Hashtag foi às ruas no dia 11 de agosto, quando a PF fez mais duas prisões de suspeitos de ligações com o grupo.

Na terceira etapa, de 19 de agosto, foi cumprido um mandado de prisão temporária em Brasília.

O número de investigados presos na operação, até aqui, é de 15 pessoas. Todos estão custodiados na Penitenciária Federal de segurança máxima de Campo Grande (MS).

Tudo o que sabemos sobre:

Operação Hashtag

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.