Petrobrás recupera R$ 265,1 milhões desviados em corrupção envolvendo Grupo Technip

Petrobrás recupera R$ 265,1 milhões desviados em corrupção envolvendo Grupo Technip

Com essa devolução, chega a R$ 4,5 bilhões o total de dinheiro devolvido após serem firmados acordos de colaboração, leniência e repatriações

Fernanda Nunes/RIO

22 de setembro de 2020 | 17h56

A Petrobrás recebeu R$ 265,1 milhões por conta do acordo de leniência celebrado pela Technip Brasil e Flexibras, empresas do Grupo Technip, envolvidas em irregularidades investigadas na Operação Lava Jato. Com essa devolução, chega a R$ 4,5 bilhões o total de dinheiro devolvido após serem firmados acordos de colaboração, leniência e repatriações. Nos últimos 12 meses, foi recuperado R$ 1,2 bilhão.

O acordo de leniência com o Grupo Technip foi firmado com a atuação conjunta do Ministério Público Federal, Controladoria-Geral da União (CGU), Advocacia-Geral da União (AGU) e Departamento de Justiça Norte-Americano (DoJ). Em julho de 2019, a Petrobrás recebeu a primeira parcela deste mesmo acordo, de R$ 313 milhões, que somada à segunda parcela recebida nesta semana, totaliza mais de R$ 578 milhões.

“A companhia reafirma seu compromisso de adotar as medidas cabíveis, em busca do adequado ressarcimento dos prejuízos decorrentes que lhe foram causados”, afirmou a empresa em comunicado. A companhia petrolífera diz ainda que atua como coautora do Ministério Público Federal e da União em 18 ações de improbidade administrativa em andamento, além de ser assistente de acusação em 70 ações penais relacionadas a atos ilícitos investigados pela Operação Lava Jato.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.