Pedro Corrêa põe tornozeleira e vai passar por cirurgia na coluna

Pedro Corrêa põe tornozeleira e vai passar por cirurgia na coluna

Ex-deputado pelo PP, condenado no Mensalão e na Lava Jato, ganhou autorização do ministro do Supremo Luís Roberto Barroso para ficar em regime domiciliar até se recuperar

Julia Affonso, Mateus Coutinho e Fausto Macedo

01 Março 2017 | 19h45

Pedro Corrêa. Foto: Celso Junior/ESTADÃO

Pedro Corrêa. Foto: Celso Junior/ESTADÃO

O ex-deputado Pedro Corrêa (PP/PE) colocou uma tornozeleira eletrônica nesta quarta-feira de Cinzas, 1º. Ele foi levado por agentes da Polícia Federal ao prédio da Justiça Federal em Curitiba, base da Operação Lava Jato, para instalação do equipamento.

O ex-parlamentar ganhou o benefício da prisão domiciliar para ser submetido a uma cirurgia na coluna no Recife.

Condenado no Mensalão (7 anos e dois meses de prisão) e na Lava Jato (20 anos de prisão por supostamente receber cerca de R$ 12 milhões em propinas), o ex-deputado vai passar por uma correção de ‘deformidade na coluna lombar’.

A previsão é que ele retorne em trinta dias ao Complexo Médico de Pinhais, região metropolitana de Curitiba, onde cumpre pena.