Passageiro em fúria quebra com pedestal guichês de aérea em Cumbica

Passageiro em fúria quebra com pedestal guichês de aérea em Cumbica

O voo tinha como destino Confins, mas precisou retornar a Guarulhos por causa do mau tempo no destino final; homem arremessou um pedestal contra as placas de proteção do atendimento

Maria Isabel Miqueletto

03 de novembro de 2021 | 13h32

Homem usou pedestal para quebrar guichês da Gol. Foto: reprodução/Twitter

Um casal teve um ataque de fúria por conta de problemas com um voo e o homem quebrou guichês da companhia aérea Gol no Aeroporto Internacional de São Paulo. O voo ia de Guarulhos para Confins, em Minas Gerais, mas precisou retornar ao aeroporto de origem devido ao mau tempo no destino final. O caso ocorreu na noite da última segunda-feira, 1. Eles viajavam com o filho de cinco meses. As imagens foram divulgadas pelas redes sociais.

Nas imagens, é possível ver a mulher repetindo aos berros “resolve” e afirmando que vai chamar a polícia enquanto bate com a mão no guichê da companhia. Seu marido então arremessa um pedestal usado para organizar a fila do check-in contra a placa de proteção do atendimento. Ele grita “eu quero alguém resolvendo isso aqui agora” e desfere mais um golpe contra outra placa de proteção.

“Eu demorei 16 anos para ter o filho e gastei R$ 50 mil, se acontecer alguma coisa com ele, eu juro que eu mato. Eu mato um por um”, diz a mulher, aos berros, exigindo que coloquem seu filho em um hotel.

De acordo com a GOL, após a decolagem na noite de segunda-feira, o voo G3 1324, entre Guarulhos e Confins, precisou retornar ao Aeroporto de Guarulhos devido ao mau tempo no destino final. “A Companhia ressalta que ofereceu o suporte necessário a todos os clientes e acomodou os passageiros para seguir viagem em voos programados para a terça-feira, 2”, afirmou, em nota.

A GRU Airport, concessionária que administra o Aeroporto Internacional de São Paulo, informou, em nota, que acionou a Polícia Militar e os passageiros foram conduzidos para delegacia da Polícia Civil, onde a ocorrência foi registrada.

Tudo o que sabemos sobre:

Aeroporto Internacional de São Paulo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.