Para todas

Para todas

Janice Linhares*

08 de março de 2021 | 06h55

Janice Linhares. FOTO: ARQUIVO PESSOAL

A todas as Mulheres que vieram,

A todas as Mulheres que virão,

Minha profunda Gratidão!

Àquelas que arderam,

Àquelas que queimaram,

Às que caíram,

Às que se levantaram,

Minha profunda Gratidão!

Àquelas que loucamente se despiram,

Àquelas que pudores não paralisaram,

Às que insanamente prosseguiram,

Às que os rumores não envergonharam,

Minha profunda Gratidão!

Àquelas que ao sol gritaram,

Àquelas que as noites escuras silenciaram,

Às que mãos desumanas apedrejaram,

Às que bocas não tão santas excomungaram,

Minha profunda Gratidão!

Àquelas que seu próprio destino fiaram,

Àquelas que escreveram, pintaram,

Bordaram e dançaram,

Às que grandes mistérios revelaram,

Minha profunda Gratidão!

Àquelas que amaram, desamaram e desarmaram,

Àquelas que sonhos, filhos e esperanças alimentaram,

Às ditas fraquejadas que com o mal não flertaram,

Às que, mesmo temendo, não se intimidaram,

Minha profunda Gratidão!

A todas as Mulheres que vieram,

A todas as Mulheres que virão,

Gratidão!

*Janice Vargas de Carvalho Linhares, advogada em Mato Grosso do Sul

Tudo o que sabemos sobre:

ArtigoDia Internacional da Mulher

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.