Para Barbosa, ‘inesperada decisão’ de Maranhão ‘dificilmente escapará ao crivo do Supremo’

Para Barbosa, ‘inesperada decisão’ de Maranhão ‘dificilmente escapará ao crivo do Supremo’

No Twitter, ex-ministro da Corte máxima avalia que Brasil deve estar sendo visto como motivo de 'chacota' no mundo inteiro

Mateus Coutinho, Julia Affonso e Fausto Macedo

09 de maio de 2016 | 13h37

barbosastf

O ex-presidente do STF Joaquim Barbosa. Foto: Divulgação

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa disse nesta segunda-feira, 9, que a ‘inesperada decisão’ do presidente interino da Câmara Waldir Maranhão (PP-MA) “dificilmente escapará ao crivo do STF” porque “ela aponta vícios jurídicos no rito do processo de impeachment, ou seja, matéria da alçada do Tribunal”, disse o ex-ministro em seu perfil oficial no Twitter.

twitterbarbosaimpeachment
Surpreendido com a polêmica decisão do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA) de anular as votações do impeachment na Casa, o ex-ministro afirmou ainda que o Brasil deve estar sendo visto como motivo de “chacota” no exterior. “Sabe o que o mundo inteiro deve estar pensando sobre nós? ‘A laughing stock’ (motivo de chacotas, na tradução livre), muitos devem estar achando…”.

[veja_tambem]

Na semana passada, o Supremo afastou o então presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) em uma decisão inédita e que também causou grande repercussão.

Com a saída do peemedebista, Maranhão assumiu interinamente a Casa e, em menos de três dias no cargo tomou uma polêmica decisão na já acalorada crise política brasileira. Até então, a expectativa era de que o Senado votasse em plenário o parecer pela continuidade do processo de impeachment nesta quarta-feira, 11, com o afastamento de Dilma e a consequente posse do vice Michel Temer (PMDB) na Presidência da República.

Tudo o que sabemos sobre:

Estadão TrendsImpeachmentJoaquim Barbosa

Tendências: