‘Pacto pela Vida e pelo Brasil’ vai a Barroso em defesa da votação eletrônica

‘Pacto pela Vida e pelo Brasil’ vai a Barroso em defesa da votação eletrônica

CNBB, OAB, Comissão Arns, ABI e outras entidades terão encontro remoto nesta quarta-feira, 4, com presidente do Tribunal Superior Eleitoral, alvo de frequentes ataques de Bolsonaro

Redação

04 de agosto de 2021 | 14h42

Urna eletrônica sendo preparada para as eleições municipais. Foto: Antonio Augusto/Ascom/TSE

Os presidentes da Ordem dos Advogados do Brasil, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e de outras entidades que integram o ‘Pacto pela Vida e pelo Brasil’, vão entregar no final da tarde desta quarta-feira, 4, uma carta o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, reafirmando o ‘apoio incondicional’ ao sistema eletrônico de votação. O texto ainda presta solidariedade a Barroso, que, assim como a urna eletrônica, é alvo de ataques frequentes do presidente Jair Bolsonaro.

A entrega da carta se dará em audiência remota que será realizada às 18h desta quarta. Participarão do encontro não só Dom Walmor Oliveira de Azevedo (CNBB) e Felipe Santa Cruz (OAB), mas também José Carlos Dias, presidente da Comissão Arns, Luiz Davidovich, da Academia Brasileira de Ciências, Paulo Jeronimo de Sousa, da Associação Brasileira de Imprensa; e Renato Janine Ribeiro, da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência.

Todas as entidades assinaram, em abril de 2020, o chamado Pacto pela Vida e pelo Brasil, defendendo a união dos cidadãos, governos e Poderes da República ‘para enfrentamento da grave crise sanitária, econômica, social e política que vive o País’. Em meio à pandemia do coronavírus, as entidades ressaltaram a importância do SUS, pede ‘liderança ética, arrojada, humanística’ e aponta para a necessidade de uma ‘sociedade mais justa, sustentável e fraterna’.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.