Outubro Rosa de corpo e alma

Outubro Rosa de corpo e alma

Patrícia Cândido*

30 de outubro de 2020 | 10h55

Patrícia Cândido. FOTO: DIVULGAÇÃO

O segundo tipo de câncer mais frequente no mundo é o câncer de mama. Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA), ele irá representar 29,7% dos novos casos de tumores femininos entre 2020 e 2022. Neste mês de outubro, dedicado à prevenção e ao diagnóstico precoce da doença, quero lançar um debate mais profundo: é possível identificar as causas emocionais por trás das doenças?

Há 18 anos, após complicações alérgicas sérias, comecei um tratamento com floral e melhorei o meu estado de saúde. A partir daí, comecei a me dedicar aos impactos das energias na saúde do corpo e da alma. Nessa jornada, estudei a bioenergia e como ela influencia as emoções, os pensamentos e, claro, a saúde.

Por meio dos estudos da Fitoenergética, pude constatar que os nossos chacras (os centros de energia do corpo), aliados a nossas camadas do campo áurico, atuam nos nossos pensamentos e podem influenciar no desenvolvimento das doenças. Além disso, a Fitoenergética esclarece a relação que existe entre cada parte do nosso corpo e as patologias. Dessa forma, é possível oferecer orientações sobre como alcançar a cura.

Sempre destaco, é claro, que a utilização de plantas para o tratamento de doenças deve ser feita de forma complementar à medicina farmacológica. Uma pessoa com uma doença grave jamais deve interromper as orientações médicas ou substituir remédios convencionais sem prévia consulta ao médico.

De qualquer forma, seja para ajudar amigas e familiares que estão passando por esse grave problema ou até mesmo para compreender como as causas emocionais estão intimamente ligadas ao corpo, voltar-se para dentro de si mesmo e para as origens das enfermidades se mostra fundamental. O grande desafio para quem está doente ou convive com uma pessoa enferma é controlar emoções e pensamentos. É preciso, mais do que nunca, deixar a negatividade de lado, além de se libertar de julgamentos e do controle sobre os outros, a fim de cuidar muito bem das suas emoções.

Como falo no meu livro Manifesto da Autoestima, a sua sintonia também deve estar elevada. Mantenha a sua energia sempre em alta, porque, se deixar a peteca cair e desanimar, a sua imunidade tende a baixar e ficará sem forças para cuidar da pessoa mais importante: você!

*Patrícia Cândido é CEO da Instituição Luz da Serra. Autora de Manifesto da Autoestima e Código da Alma

Tudo o que sabemos sobre:

Artigo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.