Os delatores do R$ 1 bi

Os delatores do R$ 1 bi

Veja quem são os empresários, executivos, lobistas, agentes públicos e multinacionais que devolveram fortuna à Petrobrás a partir de acordos de colaboração premiada e de leniência

Redação

09 de agosto de 2018 | 14h53

A força-tarefa Lava Jato do Ministério Público Federal no Paraná (MPF/PR) registrou nesta quinta-feira, 9 de agosto, a devolução de R$ 1.034.406.939,75 aos cofres da Petrobrás, por meio de acordos de colaboração celebrados com pessoas físicas e jurídicas no âmbito da Operação Lava Jato, além da repatriação de valores decorrentes da renúncia voluntária de um réu.

Homologados na Justiça Federal do Paraná:

1 – Adir Assad – R$ 3.200,00

2 – Dalton dos Santos Avancini – R$ 144.250,31

3 – Edison Krummenauer – R$ 9.924.563,81

4 – Eduardo Hermelino Leite – R$ 178.658,61

5 – João Antônio Bernardi Filho – R$ 681.263,58

6 – João Ricardo Auler – R$ 116.194,77

7 – José Adolfo Pascowitch – R$ 10.585,09

8 – Luiz Augusto França – R$ 32.296,53

9 – Marco Pereira de Souza Belinski – R$ 193.779,18

10 – Milton Pascowitch – R$ 21.469,02

11 – Salim Taufic Schahin – R$ 304.130,82

12 – Vinicius Veiga Borin – R$ 32.296,53

Homologado junto ao TRF4:

13 – Milton Taufic Schahin – R$ 9.337,62

Homologados junto ao STF:

14 – Otávio Marques de Azevedo – R$ 86.378,55

15 – Paulo Roberto Costa – R$ 1.225.808,86

16 – Paulo Roberto Dalmazzo – R$ 57.585,70

17 – Zwi Skornicki – R$ 87.083.398,71

Acordos de leniência (valor)

Keppel Fels – R$ 687.515.847,20

Braskem – R$ 201.279.719,84

Carioca Engenharia – R$ 3.221,52

Camargo Corrêa – R$ 1.032.093,34

Renúncia voluntária (valor)

Glauco Colepicolo Legatti – R$ 44.470.860,17

Devoluções já realizadas para a Petrobrás na Lava Jato:

1/05/15 – R$ 157.000.000,00

31/07/15 – R$ 152.220.335,21

30/09/16 – R$ 145.585.131,34

14/09/16 – R$ 2.000.000,00

23/10/16 – R$ 754.329,39

18/11/16 – R$ 204.281.741,92

2/05/17 – R$ 8.000.000,00

19/07/17 – R$ 45.887.732,55

4/09/17 – R$ 18.854.501,59

30/10/17 – R$ 87.044.010,81

7/12/17 – R$ 653.958.954,96

9/08/2018 – R$ 1.034.406.939,75

Total: R$ 2.509.993.677,52

Do montante, R$ 259.807.693,84 estão depositados na conta judicial da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba e devem ser transferidos para a estatal nos próximos dias, e outros R$ 774.599.245,91 já foram depositados diretamente para a estatal.

A quantia já depositada para a empresa é decorrente do acordo de colaboração de Zwi Skornick, celebrado em conjunto com a Procuradoria Geral da República (PGR) e homologado junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) no valor de R$ 87.083.398,71, além da parcela de R$ 687.515.847,20 da leniência da empresa Keppel Fels.

O montante que ainda se encontra nas contas judiciais refere-se a parcelas quitadas de 16 acordos com pessoas físicas fechados com a força-tarefa Lava Jato de Curitiba e com o grupo de trabalho que atua junto à PGR, em Brasília; de três acordos de leniência com pessoas jurídicas, e da recuperação espontânea de recursos por um dos réus da operação, no valor de R$ R$ 44.470.860,17.

Com mais este repasse, o total de recursos já transferidos para a Petrobras desde o início da operação atinge a quantia de R$ 2.509.993.677,52. Devoluções anteriores totalizavam R$ 1.475.586.737,77. A recuperação deste dinheiro é resultado de um trabalho técnico e esforçado, alavancado pela eficiência trazida pelos acordos de colaboração premiada e de leniência do MPF, em parceria com equipes da Polícia Federal e Receita Federal.

Tudo o que sabemos sobre:

operação Lava Jato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.