OAB já recebeu 430 denúncias de corrupção eleitoral e caixa 2

OAB já recebeu 430 denúncias de corrupção eleitoral e caixa 2

Aplicativo da Ordem dos Advogados do Brasil permite registro de atuação irregular de políticos que almejam chegar ao poder

Mateus Coutinho, Julia Affonso e Fausto Macedo

01 de outubro de 2016 | 19h44

OAB. Foto: Divulgação

OAB. Foto: Divulgação

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil  recebeu, por meio de um aplicativo lançado neste ano, mais de 430 denúncias de corrupção eleitoral e caixa 2 em todo o País. Os números fazem parte do balanço da iniciativa “Contra o Caixa 2” lançada pela entidade nestas eleições para ajudar a população e as autoridades no combate aos crimes durante a disputa eleitoral.

Os casos serão analisados pela ordem que deve encaminhar as denúncias ao Ministério Público Eleitoral, responsável por fiscalizar os candidatos e o andamento das eleições

O Estado com o maior número de denúncias é o Paraná, com 61, seguido por Minas Gerais, com 47 e a Bahia, com 32 denúncias. Em seguida aparecem o Rio Grande do Sul, com 27 denúncias, e São Paulo, Pará e Goiás, todos com 25 denúncias registradas. O Rio de Janeiro aparece logo atrás, com 24.

Os números são preliminares e consideram apenas as denúncias que chegaram até o Conselho Federal da OAB, órgão superior da entidade. Além do aplicativo, a ordem abriu comitês especiais para receber as denúncias nos Estados.

Confira abaixo a lista das denúncias recebidas pela OAB, por Estado:

 

AC – 3
AL – 10
AM – 11
AP – 00
BA – 32
CE – 22
DF – 14
ES – 08
GO – 25
MA – 21
MG – 47
MS – 05
MT – 08
PA – 25
PB – 06
PE – 19
PI – 02
PR – 61
RJ – 24
RN – 15
RO – 01
RR – 01
RS – 27
SC – 04
SE – 03
SP – 25
TO – 08

Tudo o que sabemos sobre:

eleições 2016OABJustiça Eleitoral

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.