O terceiro setor e a necessidade de marcas com propósito

O terceiro setor e a necessidade de marcas com propósito

Patrícia Alves*

31 de março de 2021 | 03h45

Patrícia Alves. FOTO: DIVULGAÇÃO

A pandemia potencializou de forma avassaladora as desigualdades sociais e “jogou na nossa cara” uma mudança comportamental que as marcas mais antenadas já vinham se dando conta

Muitos departamentos de marketing lançavam uma infinidade de produtos de forma quase esquizofrênica e investiam verbas em influenciadores simplesmente sem qualquer histórico ou análise de conteúdo mais profundo.

Profissionais ávidos por likes e métricas vendidas como “fumaça ensacada” já não colam mais e fazem com que alguns profissionais sejam obrigados a rever seus conceitos preguiçosos e obsoletos para entrar no mundo real do “novo normal”.

Com o confinamento, a crise econômica e a capacidade crítica das novas gerações, lançar um produto que visa simplesmente o lucro pode ser uma verdadeira catástrofe. O consumidor quer adquirir uma história carregada de propósito, sustentabilidade e que faça uma cadeia ser realmente produtiva.

O novo “comprador” quer ter orgulho do produto que está em sua casa ao saber que ele, de alguma forma, muda a vida de uma comunidade, empodera uma mulher, que através daquela colaboração consegue não virar estatística de feminicídio em nosso país.

É hora de os grandes empresários de todos os setores olharem para dentro de seus departamentos, antes que sejam engolidos por uma concorrência que já entendeu quem é e o vai se consumir no pós pandemia.

Cada dia fica mais claro a necessidade de profissionais que entendam e enxerguem a comunicação como algo amplo com uma visão 360 graus, onde tudo é perfeitamente alinhado, pensado e construído no seu devido tempo e, consequentemente, a construção de cases que não virem poeira como “likes” comprados por redes fantasiosas.

*Patricia Alves é diretora da Patwork, faz parte do Comitê de Comunicação da LoveTogether Brasil, é conselheira da ONG Aliança Solidária e colunista na revista Mensch. Jornalista graduada pela FMU de São Paulo, pós-graduada em Comunicação Coorporativa pela Fundação Casper Líbero. Repórter de TV no programa Empresários de Sucesso da Band News, Band Internacional e canal Terra Viva

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.