O peculato de Temer

O peculato de Temer

Leia a íntegra da segunda denúncia criminal que a Lava Jato entregou nesta sexta, 29, à Justiça Federal contra o ex-presidente, também acusado por lavagem de dinheiro; na primeira denúncia, os procuradores atribuem ao emedebista corrupção e lavagem

Julia Affonso e Luiz Vassallo

29 de março de 2019 | 18h58

Reprodução

A segunda denúncia criminal contra Michel Temer levada pela Operação Lava Jato Rio à Justiça Federal nesta sexta, 29, atribui ao ex-presidente peculato e lavagem de dinheiro. Em 190 páginas, onze procuradores relatam que ‘de modo consciente e voluntário’, entre 24 de maio de 2012 e 9 de agosto de 2016, Temer, então vice-presidente, ‘determinou em benefício próprio e de terceiros, o desvio de R$ 10,8 milhões por meio de transferências da Eletronuclear para a empresa AF Consult Brasil’.

Documento

Na primeira denúncia, também entregue nesta sexta à Justiça, a Lava Jato no Rio acusa Temer por corrupção e lavagem de dinheiro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: