O parecer da Procuradoria para que Adriana Ancelmo seja julgada por Marcelo Bretas

O parecer da Procuradoria para que Adriana Ancelmo seja julgada por Marcelo Bretas

Redação

28 Março 2017 | 18h19

Adriana Ancelmo

Adriana Ancelmo

Em parecer encaminhado ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região, o procurador regional da República Carlos Aguiar se manifestou contrário ao habeas corpus impetrado pela defesa da mulher de Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo, pedindo que ela não seja julgada pelo juiz Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato na Justiça Federal no Rio.

O parecer da Procuradoria Regional da República da 2ª Região (PRR2) foi enviado à 1ª Turma do TRF2, que julga amanhã a questão. De acordo com a procuradoria, essa é a terceira vez em que réus da Operação Calicute pedem o deslocamento da competência. Nos outros casos, o TRF2 rejeitou os pedidos e manteve o processo na 7ª Vara Federal Criminal.