O mapa virtual das obras sem fim

O mapa virtual das obras sem fim

Tribunal de Contas do Estado de São Paulo cria ferramenta com dados atualizados de 1677 empreendimentos 'paralisados e/ou atrasados' nos municípios paulistas e de secretarias do Estado com investimentos de R$ 49 bilhões

Redação

06 de abril de 2019 | 07h45

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo criou uma ferramenta que permitirá a verificação da relação de todas as obras que se encontram atrasadas e/ou paralisadas nos municípios e no Estado. O mapa virtual, que pode ser acessado por aqui, aponta 1677 obras de infraestrutura que, juntas, representam mais de R$ 49,6 bilhões em investimentos (clique para acessar).

A ferramenta traz os dados do levantamento inédito realizado pelo Tribunal de Contas entre os meses de fevereiro e março, período em que foram consultados 4.474 órgãos jurisdicionados – nos municípios e Estado.

Disposto de forma clara e de fácil navegação pelos interessados, o sistema, desenvolvido pelos Departamentos de Supervisão da Fiscalização em conjunto com o Departamento de Tecnologia da Informação (DTI), sem custos para o órgão, dá a opção para o internauta ‘navegar’ por meio de um mapa do Estado de São Paulo, e localizar, de forma interativa, as obras que se encontram com problemas de execução contratual.

Pela interface, o usuário pode, ainda, efetuar pesquisa utilizando campos específicos para determinar a localização da obra, sua classificação e situação em que se encontra, a origem dos recursos disponibilizados, bem como dados da contratante e os motivos da paralisação e/ou atraso.

O mapa virtual das obras sem fim ainda disponibiliza gráficos que apontam as principais fontes de recursos dos empreendimentos e classificação das obras por áreas temáticas (Educação, Saúde, Habitação, Mobilidade Urbana, Abastecimento de água e tratamento de esgoto e melhoria dos equipamentos urbanos).

Caso o usuário deseje acessar o conjunto das obras apontadas pela Corte de Contas, o sistema disponibiliza uma planilha de consulta, que informa, entre outros, dados das empresas contratadas e o detalhamento dos serviços propostos e contratados pelos municípios e pelo Estado.