O Decreto de Bolsonaro que nomeia Aras procurador-geral da República

O Decreto de Bolsonaro que nomeia Aras procurador-geral da República

Publicação no Diário Oficial da União desta quarta, 25, põe subprocurador Antônio Augusto Brandão de Aras 'na vaga decorrente do término do primeiro mandato de Raquel Elias Ferreira Dodge'

Redação

26 de setembro de 2019 | 13h58

O Diário Oficial da União, edição desta quarta, 25, publicou Decreto do presidente Jair Bolsonaro que nomeia procurador-geral da República Antônio Augusto Brandão de Aras.

Decreto que tornou Augusto Aras procurador-geral da República. Foto: DOU/Reprodução

Aprovado pelo Senado com 68 votos – 10 desfavoráveis -, Aras era o preferido de Bolsonaro para ‘a vaga decorrente do término do primeiro mandato de Raquel Elias Ferreira Dodge‘.

Documento

Nesta quinta, 26, no Palácio do Planalto, Bolsonaro declarou que ‘muita coisa no nosso querido Brasil passa pelo Ministério Público‘. Para o presidente, o Ministério Público ‘não é apenas fiscal da lei’.

Bolsonaro declarou. “O Ministério Público tem que continuar altivo, independente e, obviamente, extremamente responsável.”

Aras disse. “A nota forte na nossa gestão há de ser o diálogo.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.