O conceito de sustentabilidade na construção civil

O conceito de sustentabilidade na construção civil

Flávio Dahlem da Rosa*

11 de novembro de 2020 | 03h00

Flávio Dahlem da Rosa. FOTO: DIVULGAÇÃO

A Sustentabilidade está em pauta diariamente e na Construção Civil não é diferente. Felizmente, cada vez mais, vemos obras sendo construídas de forma ecoeficiente, respeitando os aspectos sociais, ambientais e econômicos, e evitando ao máximo os impactos negativos ao meio ambiente. Isso é o resultado de uma mudança na forma de agir e pensar a Construção Civil, ou seja, as construtoras e incorporadoras têm colocado como premissa do seu trabalho a Sustentabilidade.

Quando falamos em aplicar a Sustentabilidade nas construções buscamos assegurar desde a criação, projeto e planejamento, alternativas e soluções que mitiguem e minimizem danos e otimizem o uso de recursos naturais, seja na concepção, na compra de insumos para a obra, no canteiro de obras, no uso racional de água e energia da edificação, no sistema construtivo e na sua operação após a obra ser concluída e entrar em operação. Tudo é levado em conta e para aplicá-la é fundamental ter metodologias construtivas modernas para assegurar a viabilidade do projeto. Ao projetar, planejar e construir a Sustentabilidade deve estar presente.

Muitos têm o pensamento equivocado de que aplicar a Sustentabilidade custa mais caro, mas não. Na verdade esse meio de pensar e agir agrega valor ao empreendimento e colabora com a preservação do meio ambiente para as futuras gerações, além de incentivar o crescimento do mercado de construções verdes e sustentáveis. E neste caminho existe a Certificação LEED, um sistema internacional de certificação e orientação ambiental para construções, que objetiva exatamente fomentar a Sustentabilidade em projetos, reconhecendo as edificações com o selo LEED, conforme as soluções construtivas aplicadas no projeto, na obra e operação.

Mas o que é a Sustentabilidade na Construção Civil? Nada mais é do que ser consciente desde o planejamento. E isso é um desafio para o setor, mas se trata muito mais da mudança de conceitos da arquitetura e engenharia convencional para uma nova forma de olhar as construções. Não focado apenas no agora, mas nos legados que poderemos deixar para o futuro. É sobre buscar o equilíbrio entre as necessidades do mercado da Construção Civil e a preservação dos recursos naturais. Fundamentalmente, é sobre as nossas vidas e as vidas futuras.

*Flávio Dahlem da Rosa, sócio-diretor da Andora Construções

Tudo o que sabemos sobre:

Artigo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.