‘O compromisso com a Lava Jato é absoluto’, afirma ministro da Justiça

‘O compromisso com a Lava Jato é absoluto’, afirma ministro da Justiça

Alexandre de Moraes afasta risco de interferência na maior investigação do País contra a corrupção e diz que a Polícia Federal vai permanecer com 'total independência'

Ricardo Brandt, Mateus Coutinho e Fausto Macedo

23 de maio de 2016 | 12h22

Alexandre Moraes, secretário de Segurança Pública de São Paulo. Foto: Hélvio Romero/Estadão

Alexandre Moraes, ministro da Justiça. Foto: Hélvio Romero/Estadão

O ministro da Justiça Alexandre de Moraes afirmou nesta segunda-feira, 23, que ‘o compromisso do governo Temer com o combate à corrupção e a efetividade da Operação Lava Jato é absoluto’.

Moraes afastou risco de interferência na maior investigação já desencadeada no País contra a corrupção.

Nesta segunda-feira, o jornal Folha de S. Paulo publicou reportagem sobre escuta que pegou o ministro Romero Jucá supostamente tramando contra a Lava Jato. O áudio foi feito pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado.

Alexandre de Moraes disse que a Polícia Federal vai permanecer com ‘total independência no prosseguimento das investigações’.

“O compromisso do governo Temer e do Ministro da Justiça com o combate à corrupção e a efetividade da Operação Lava Jato é absoluto”, declarou o ministro, ao qual é vinculada a Polícia Federal.

Alexandre de Moraes disse, ainda, que ‘todas as condições necessárias serão garantidas à Polícia Federal para que permaneça com total independência no prosseguimento das investigações’