O B.O. do Neymar

O B.O. do Neymar

Leia o registro da Polícia Civil de São Paulo com a versão da mulher que afirma ter sido estuprada pelo atacante do PSG e da Seleção Brasileira

Luiz Vassallo e Fausto Macedo

01 de junho de 2019 | 19h19


Uma mulher registrou boletim de ocorrência na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro, contra o atacante do Paris Saint Germain e da Seleção Brasileira, Neymar Jr., por suposto estupro. O nome dela foi preservado com base no provimento 32, de 2000, da Corregedoria do Tribunal de Justiça de São Paulo, que rege normas para a proteção de testemunhas.

Documento

Ela afirma que ‘Neymar lhe convidou para encontrá-lo em Paris e seu assessor “Gallo” entrou em contato com a mesma na data de 12/05/2019 e forneceu as passagens e hospedagem’.

Ela afirma ‘que embarcou na data de 14/05/2019, chegando em Paris na data de 15/05/2019, hospedando-se no Hotel Sofitel Paris Arc Du Triomphe’. “na mesma data, Neymar chegou por volta das 20:00 no hotel, aparentemente embriagado, começaram a conversar, trocaram “carícias”, porém em determinado momento, Neymar se tornou agressivo, e mediante violência, praticou relação sexual contra a vontade da vítima”.

“A vítima afirma que foi embora de Paris na data de 17/05/2019 retornando ao Brasil. A vítima afirma que estava abalada emocionalmente e com medo de registrar os fatos em outro país, decidindo registra-los nesta Especializada em razão de seu endereço residencial”, consta.

Em entrevista ao programa do Datena, o Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, o Neymar pai saiu em defesa do filho.

“São pessoas que tentaram o extorquir, mas estamos preparados para esse tipo de situação, porém, não esperava. Não é verdade, o Neymar está sendo chantageado, temos toda a documentação. Infelizmente a gente fica muito triste com esse tipo de situação, agora é ficar tranquilo, esperar a Justiça resolver, essas acusações não são pertinentes, ela vai pagar pelo que está falando e a Justiça vai resolver isso o mais rápido possível”, afirmou.

Neste domingo, 2, Neymar publicou um vídeo em que nega as acusações. “Fui induzido a isso, foi algo que aconteceu, foi uma armadilha e acabei caindo, mas que isso sirva de lição daqui adiante.”

Tendências: