Nota de culpa de Battisti

Nota de culpa de Battisti

Delegado da Polícia Federal que autuou o ativista italiano condenado à prisão perpétua em seu País, por quatro assassinatos nos anos 1970, 'faz saber a Cesare Battisti que se acha preso, em virtude de ter sido flagrado tentando externalizar a quantia de US$ 6 mil e 1.300 euros do Brasil para a Bolívia'