No Twitter, Moro revela confisco de US$ 68 mi em fazendas do tráfico

No Twitter, Moro revela confisco de US$ 68 mi em fazendas do tráfico

Ministro da Justiça exalta cooperação entre Brasil e Paraguai e detalha a deflagração de nova fase da Operação Spectrum que levou ao sequestro de três propriedades rurais na divisa dos Departamentos de Concepción e San Pedro

Redação

11 de abril de 2019 | 05h16

Reprodução

Em sua conta no Twitter, o ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública) informou que novo desdobramento da Operação Spectrum, deflagrada originalmente em 2017 pela Polícia Federal e autoridades do Paraguai, cumpriu nesta quarta, 10, mandados de busca e apreensão e sequestro de bens avaliados em US$ 68 milhões.

As investigações tiveram a participação da PF em conjunto com a Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) e Ministério Público paraguaio.

Os alvos do confisco foram três fazendas localizadas na divisa dos Departamentos de Concepción e San Pedro, ‘supostamente adquiridas com lucros obtidos pela atividade criminosa e com o intuito de lavar o dinheiro proveniente do tráfico de drogas’.

Em 2017, a Operação Spectrum prendeu um dos maiores traficantes de drogas da América do Sul, chefe de quadrilha atuante na fronteira entre Brasil e Paraguai.

Dessa vez, as investigações apontaram grandes movimentações financeiras entre o líder, preso no Brasil, e outros integrantes da organização criminosa que serviram para comprar e administrar as fazendas.

Segundo a PF, as várias ações desenvolvidas pela PF, em conjunto com a Senad paraguaia, reafirmam a intenção do órgão em aprofundar a cooperação internacional com os países vizinhos no combate à criminalidade transnacional.

“É necessária maior integração da área de inteligência e de operações dos setores de segurança pública”, defende Moro. “Se os recursos financeiros e humanos são limitados, precisamos focá-los com inteligência e operações integradas.”

O ministro tuitou. “Aliás, sobre integração, faz parte dela a cooperação jurídica internacional e a belíssima operação realizada, hoje, pela Polícia Federal brasileira em conjunto com a Senad e o Ministério Público do país vizinho.”

 

 

Tendências: