‘Não podemos permitir nenhum tipo de ingerência na PF’, diz líder dos peritos criminais federais

‘Não podemos permitir nenhum tipo de ingerência na PF’, diz líder dos peritos criminais federais

Marcos Camargo divulga vídeo elogiando atuação de Moro no comando do Ministério da Justiça, mas pontua que não é possível aceitar 'interferências' na corporação

Redação

24 de abril de 2020 | 18h33

O presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Marcos Camargo afirmou que a sociedade brasileira não pode permitir ‘nenhum tipo de ingerência na Polícia Federal’. Em vídeo gravado após o anúncio de demissão de Moro, Camargo elogia a atuação do ex-ministro no cargo e crítica qualquer interferências na corporação.

Marcos Camargo. Foto: Reprodução

“Nós não podemos, em hipótese alguma, aceitar nenhum tipo de ingerência na Polícia Federal”, afirmou Camargo. “Com certeza todos os servidores do órgão estarão atentos a qualquer tentativa de interferência na Polícia Federal”.

De acordo com o presidente da associação de peritos, Moro atuou sempre pautado ‘no mais absoluto rigor científico’ durante seu período no comando do Ministério da Justiça e Segurança Pública. “Esses são preceitos indissociáveis da Polícia Federal”.

Assista abaixo:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.