‘Não desista de fazer a diferença’, prega Dárcy Vera, alvo da PF

‘Não desista de fazer a diferença’, prega Dárcy Vera, alvo da PF

Aliada de Kassab, a prefeita 'rosa' de Ribeirão Preto escreveu no site do PSD, seu partido, em março, que 'ser mulher na política não é fácil'

Fausto Macedo e Gustavo Porto

01 de setembro de 2016 | 17h54

darcy rosa-kassabPrefeitura Municipal de Ribeirão Preto

Alvo principal da Operação Sevandija – investigação sobre fraudes e desvios de R$ 203 milhões – Dárcy Vera foi a primeira mulher eleita prefeita de Ribeirão Preto, em 2008. Na ocasião, ela era filiada ao DEM.

Quatro anos depois, reelegeu-se, agora pelo PSD, sigla que adotou em 2011 por influência de Gilberto Kassab, ex-prefeito de São Paulo e ministro do governo Temer (Ciência, Tecnologia e Inovações), de quem é importante aliada.

Atualmente em seu segundo mandato, Dárcy Vera foi alvo nesta quinta de buscas em sua residência e em seu gabinete na sede do executivo de Ribeirão Preto.

A missão teve respaldo em decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo – a Corte detém competência para autorizar investigação contra prefeitos.

Uma equipe da PF – uma delegada, dois agentes e escrivão -, além de um procurador de Justiça e dois promotores apreenderam documentos de Dárcy Vera.

A investigação corre sob segredo. Ela será ouvida em São Paulo, na Procuradoria-Geral de Justiça.

Radialista de profissão, Dárcy Vera é conhecida em Ribeirão Preto pelo uso frequente da cor rosa – nas roupas e também em veículos de campanha.

Antes de assumir o executivo municipal Dárcy Vera foi vereadora por quatro mandatos. Também elegeu-se uma vez deputada estadual.

Operação Sevandija – referência àquele que vive à custa alheia – foi deflagrada pela Polícia Federal em conjunto com o Grupo de Apoio Especial do Crime Organizado (Gaeco) – Núcleo Ribeirão Preto –, braço do Ministério Público Estadual.
A PF e a Promotoria investigam fraudes em licitações, contratos e pagamentos cujos valores alcançam cerca de R$ 203 milhões na Prefeitura e na Câmara municipal.

Nove vereadores também são investigados. A Justiça decretou a suspensão dos vereadores – não podem exercer função pública.

Em março, no Dia Internacional da Mulher, Dárcy Vera postou um texto no site do PSD. “Não desista de fazer a diferença”, escreveu.

Já sob investigação – iniciada em julho de 2015 -, ela comentava as dificuldades das mulheres na política e o caminho para superá-las. “As mulheres podem ter grandes sonhos, mas transformá-los em realidade é um ato de paciência e persistência.”

LEIA O QUE DÁRCY VERA ESCREVE EM 9 DE MARÇO DE 2016.

“Ser mulher na política não é fácil. É preciso muita musculatura emocional para enfrentar os desafios diários. Infelizmente há um machismo muito forte enraizado no inconsciente de uma minoria de homens que quando disputa com mulheres qualquer cargo, e perde no voto, não se conforma e tenta o tempo inteiro descredibilizá-las. Eu vivo isso.

É preciso coragem para se candidatar, ousadia para disputar e ganhar na urna, é preciso persistência para governar. Falam do modelo da sua roupa, do corte de seu cabelo, mas não da sua competência, das suas obras e suas conquistas profissionais.

Mesmo assim, mergulhar de cabeça e fazer acontecer é o meu lema. O Dia Internacional da Mulher foi comemorado nesta terça-feira, 8 de março, mas temos que relembrar todos os dias. Vejo mulheres talentosas e competentes que fariam uma grande diferença na política, com seu conhecimento, que poderiam mudar a história da Humanidade, mas não o fazem porque se permitem o papel de coadjuvantes, quando na verdade deveriam ser protagonistas.

Temos que acordar todos os dias como personagem principal da nossa vida, sendo mãe, profissional, esposa ou amiga. Na política é assim. A intuição feminina é uma grande ferramenta de trabalho. As mulheres se envolvem mais com o dia a dia de forma direta com os problemas da cidade e da população.

Atuam com o coração. São persistentes e não desistem de buscar caminhos para melhorar a qualidade de vida em sua cidade. Não existe facilidade. Ela tem o dom de fazer muita coisa ao mesmo tempo. Tem dinamismo. Se movimenta com agilidade. É multifuncional.

Muita coragem e persistência é preciso, ainda mais para participar ativamente da vida pública. Ser uma verdadeira fortaleza e ter pele de rinoceronte. As pancadas são doloridas e você precisa suportar e à todo momento provar sua capacidade. Fico cada vez mais motivada quando ouço um não. Isso significa um novo desafio para ser superado. As mulheres na política podem ter grandes sonhos, mas transformá-lo em realidade é um ato de paciência e persistência. Mas chegam lá. Fui de doméstica a prefeita. Isso significa que todas nós podemos. ACREDITE NA SUA CAPACIDADE. Não pare de lutar. Não desista de fazer a diferença. Faça você a diferença. Feliz Dia Internacional da Mulher!”

Tendências: