Na carga de milho, 28 toneladas de maconha, ‘maior apreensão da história’

Na carga de milho, 28 toneladas de maconha, ‘maior apreensão da história’

Polícia Rodoviária Federal flagrou nesta quarta-feira, 20, carregamento da droga na carroceria de um caminhão em Tacuru, Mato Grosso do Sul

Pedro Prata

20 de maio de 2020 | 22h30

A Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal fizeram a maior apreensão de drogas da história nesta quarta-feira, 20, ao interceptarem um caminhão da marca Volvo que transportava 28 toneladas de maconha.

A apreensão teve início em uma diligência realizada em um hotel na cidade de Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul, onde policiais federais desconfiaram de um dos hóspedes – ele demonstrava nervosismo e aparentava aguardar alguém, segundo a PF.

O suspeito, de 38 anos, dirigia um caminhão que saiu de Ponta Porã transportando milho. O veículo acabou sendo abordado pela Polícia Rodoviária Federal em Tacuru (MS) e, durante a fiscalização da carga, foi constatada a presença de vários pacotes de maconha sob o carregamento do cereal.

Detido, o motorista afirmou que pegou o caminhão já carregado. Ele disse que levaria a carga para São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, serviço pela qual receberia R$ 40 mil.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: