Mulher leva zelador amarrado pelos pés e mãos para tomar a segunda dose da vacina; assista ao vídeo

Mulher leva zelador amarrado pelos pés e mãos para tomar a segunda dose da vacina; assista ao vídeo

Ana Andrade, de 66 anos, praticamente arrastou o amigo Cícero Sabino, de 47, que 'morre de medo' de injeção, até o posto de saúde de Rio Largo, região metropolitana de Maceió; cena inusitada, na última quinta-feira, 27, viralizou nas redes

Jayanne Rodrigues

01 de fevereiro de 2022 | 18h43

Ana e Cícero são colegas de trabalho. O zelador também apresentou resistência para tomar a primeira dose da vacina. FOTO: DIVULGAÇÃO/ INTERNET

“Você vai tomar a vacina nem que seja amarrado”, é assim que a técnica administrativa Ana Andrade, de 66 anos, conta como convenceu o amigo Cícero Sabino, de 47 anos, a tomar a segunda dose da vacina contra a covid-19. O caso aconteceu na tarde de quinta-feira, 27, na unidade de saúde Benedito Lopes em Rio Largo, região metropolitana de Maceió. As imagens que mostram Ana segurando o zelador por uma corda viralizaram na internet e já ultrapassam mais de quatro milhões de visualizações. Assista o vídeo: 

Segundo Ana, o que paralisava o amigo não era descrença na eficácia da vacina, mas sim o temor de tomar qualquer tipo de injeção. “Ele morre de medo”, afirma. Por serem colegas de trabalho, ela relata ter conhecimento que desde a primeira dose, Cícero apresentava resistência. Mas no dia do episódio, quando ele se recusou a tomar a vacina voluntariamente, de imediato, a técnica administrativa pediu uma corda emprestada.

“Eu amarrei as pernas e as mãos e ficou assim na hora que a gente chegou na sala de vacinação”, relata. Enquanto aguardavam na fila, Ana conta que duas idosas saíram correndo do local por imaginarem se tratar de uma situação de violência. “Mas ele ficou sentado quietinho, com medo, já estavam filmando e eu não vi.”

Segundo ela, se for preciso, vai repetir a atitude com outras pessoas próximas. “Eu tenho uma colega cabeleireira que não foi tomar [a vacina] ainda. Eu disse a ela quando eu passei no salão dela: ‘olha, a corda está lá em casa’.” A técnica administrativa já tomou a dose de reforço contra a covid-19 e deixou um conselho para aqueles, que assim como Cícero se apavoram com vacinas. “O que eu falo pra todo mundo: gente vá tomar a vacina, porque é para o bem, e o bom exemplo tem que vir de casa.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.