MTST invade prédio da Presidência em São Paulo

MTST invade prédio da Presidência em São Paulo

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto faziam protesto contra o presidente em exercício Michel Temer na Avenida Paulista

Fausto Macedo, Julia Affonso, Mateus Coutinho e Pedro Venceslau

01 de junho de 2016 | 15h18

Foto foi divulgada no Facebook do MTST na tarde desta quarta-feira

Foto foi divulgada no Facebook do MTST na tarde desta quarta-feira

Um grupo de manifestantes invadiu o prédio da Presidência da República, em São Paulo, na tarde desta quarta-feira, 1. O edifício fica na esquina da Avenida Paulista com a Rua Augusta, região central da capital paulista.

Antes de entrarem no edifício, os integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto faziam um ato contra o presidente em exercício Michel Temer (PMDB) na Avenida Paulista.

[veja_tambem]

Em vídeo publicado na página do MTST, no Facebook, o coordenador do movimento Guilherme Boulos, afirmou. “MTST,várias ocupações, trabalhadores sem-teto da periferia de São Paulo acabaram de ocupar o escritório da Presidência da República e vão montar acampamento aqui na Avenida Paulista por conta dos cortes na moradia feitos pelo governo ilegítimo do seu Michel Temer, que suspendeu o programa Minha Casa Minha Vida, cancelou contratações que já estavam feitas e também como resposta à repressão que foi feita em frente à casa do Temer no acampamento montado pelo MTST e pela Povo sem Medo. Este é o objetivo do ato de hoje e deixa claro que nós não vamos recuar, não é com porrada e com polícia que vai fazer o povo recuar da luta”, disse.

Por volta das 16h30, a Polícia Militar chegou ao local.

Foto foi divulgada no Facebook do MTST na tarde desta quarta-feira

Foto foi divulgada no Facebook do MTST na tarde desta quarta-feira

Foto foi divulgada no Facebook do MTST na tarde desta quarta-feira

Foto foi divulgada no Facebook do MTST na tarde desta quarta-feira

Foto foi divulgada no Facebook do MTST na tarde desta quarta-feira

Foto foi divulgada no Facebook do MTST na tarde desta quarta-feira

“A periferia chegou” cantam os manifestantes nas escadas do prédio invadido na Paulista. Guilherme Boulos fala de cima de um palanque na esquina da Avenida com a Rua Augusta e pede para os manifestantes subirem na calçada “para evitar covardia”.

Por volta das 17h30, barracas foram montadas com bambus, lona e cordas em frente ao prédio invadido.

Foto: Mateus Coutinho/Estadão

Foto: Mateus Coutinho/Estadão

Foto: Mateus Coutinho/Estadão

Foto: Mateus Coutinho/Estadão

Foto: Mateus Coutinho/Estadão

Foto: Mateus Coutinho/Estadão

Foto: Mateus Coutinho/Estadão

Foto: Mateus Coutinho/Estadão

COM A PALAVRA, A SECRETARIA DE SEGURANÇA DE SÃO PAULO

A SSP informa que a Polícia Militar acompanhou a manifestação do MTST na tarde desta terça-feira (1º), na avenida Paulista. Quando chegaram no escritório da Presidência da República, os manifestantes tentaram invadir o prédio. Por isso, foi necessária intervenção policial para impedir a ação. Os manifestantes não atenderam às ordens policiais e reagiram. Foram detidas seis pessoas por dano, desacato e periclitação da vida. Além disso, um policial foi ferido por manifestantes. Uma agência bancária e uma estação do Metrô foram danificadas, além de um supedâneo (cabine elevada) utilizado pela Polícia Militar para a segurança da Avenida Paulista, que foi destruído por manifestantes.

Mais conteúdo sobre:

Michel TemerMTSTprotesto