Promotoria abre inquérito sobre jogo em que ‘Bolsomito’ mata gays e feministas

Promotoria abre inquérito sobre jogo em que ‘Bolsomito’ mata gays e feministas

A avaliação do MPDFT é a de que o jogo causa danos morais coletivos aos movimentos feminista e LGBT, além de prejudicar o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro

Rafael Moraes Moura/BRASÍLIA

10 Outubro 2018 | 22h35

Reprodução do game ‘Bolsomito 2k18’ Foto: Reprodução

BRASÍIA – O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) decidiu abrir nesta quarta-feira (10) um inquérito civil público para investigar a startup BS Studios, acusada de desenvolver um jogo em que um personagem intitulado “Bolsomito” ganha pontos ao matar feministas, gays e integrantes do movimento sem-terra.

A avaliação do MPDFT é a de que o jogo causa danos morais coletivos aos movimentos feminista e LGBT, além de prejudicar o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro. O jogo foi disponibilizado em 5 de outubro, a dois dias do primeiro turno das eleições presidenciais.

De acordo com o MPDTF, a Valve Corporation vai receber uma notificação para que deixe de disponibilizar em sua plataforma digital o jogo, criado pela BS Studios.

A reportagem não conseguiu localizar representantes da BS Studios e da Valve Corporation. A campanha de Bolsonaro não se manifestou. (Rafael Moraes Moura)