Morre Damásio de Jesus, aos 84

Morre Damásio de Jesus, aos 84

Criminalista foi promotor e procurador do Ministério Público do Estado de São Paulo e fundou famosa instituição de cursos jurídicos com seu nome

Pedro Prata

13 de fevereiro de 2020 | 14h21

Morreu nesta quinta, 13, aos 84 anos, o advogado criminalista Damásio de Jesus. Ele foi promotor e procurador por 26 anos no Ministério Público do Estado de São Paulo e fundou a Damásio Educacional, instituição com cursos de graduação e pós-graduação na área do Direito, além de cursinhos preparatórios para o Exame da Ordem dos Advogados do Brasil e para as carreiras públicas.

“Seu espírito segue vivo em cada profissional que ele inspirou e ensinou nos últimos 50 anos”, disse a Damásio Educacional por meio de nota em sua página do Facebook. “Seguimos honrando seu legado diariamente com a visão e vontade de trabalhar que ele sempre demonstrou.”

Foto: Damásio Educacional/Divulgação

Damásio tinha mais de 20 livros publicados. Era reconhecido internacionalmente por sua atuação junto ao governo brasileiro na Organização das Nações Unidas para debater a prevenção ao crime, corrupção em transações comerciais internacionais e controle de porte e uso de armas, entre outros.

Realizou trabalhos importantes para o Ministério da Justiça, a Prefeitura da Cidade de São Paulo, a Câmara dos Deputados, o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária e a Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo.

Foto: Damásio Educacional/Divulgação

Damásio se aposentou em 1988 como procurador de Justiça.

Ele deixa filhos, netos e bisnetos.

A Damásio Educacional declarou. “Seu espírito segue vivo em cada profissional que ele inspirou e ensinou nos últimos 50 anos.”

Manifestações

Nomes do Direito expressaram condolências pela morte de Damásio de Jesus.

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo, manifestou pesar pelo falecimento do jurista em sua página no Facebook. “Damásio deixa um enorme legado para a história do Direito Penal brasileiro, que certamente merecerá revisitação pelas gerações futuras.”

Foto: Twitter/@gilmarmendes/Reprodução

O ex-presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo Fernando Capez descreveu Damásio como ‘professor de tantos professores’, ‘corajoso, determinado, incansável trabalhador, severo, mas sempre leal’.

“Hoje o universo jurídico perdeu um dos maiores penalistas da história de nosso país e uma referência internacional”, falou Capez.

Foto: Facebook/@fernandocapezoficial/Reprodução

O ministro Alexandre de Moraes lembrou de Damásio como ‘um dos juristas mais citados nesta Casa’, em referência ao Supremo. “Eu e o ministro Celso de Mello tivemos a honra não só de privar da sua amizade e da sua parceria no Ministério Público, mas também lecionamos aulas de Direito Constitucional no curso do professor Damásio.”

Já a delegada Raquel Gallinati, presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo, destacou a criação do Complexo Educacional Damásio.

“Foi no complexo educacional que ele lecionou por mais de 40 anos, formando alguns dos mais destacados juristas , juízes, promotores, delegados , procuradores, defensores e advogados do País.”

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, registrou, na sessão plenária desta quinta-feira (13), o falecimento do jurista e professor Damásio de Jesus, ocorrido hoje, em São Paulo (SP). “É um dos juristas mais citados nesta Casa”, afirmou.

Segundo o ministro Alexandre de Moraes, Damásio foi um ilustre membro do Ministério Público do Estado de São Paulo e um dos grandes penalistas brasileiros. “Eu e o ministro Celso de Mello tivemos a honra não só de privar da sua amizade e da sua parceria no Ministério Público, mas também lecionamos aulas de Direito Constitucional no curso do professor Damásio”, lembrou.

Damásio de Jesus, que tinha 84 anos, era um reconhecido advogado criminalista e trabalhou por 26 anos na Procuradoria de Justiça do Estado de São Paulo. Autor de mais de 20 livros, há 50 anos fundou um curso pioneiro no Brasil voltado para a preparação de alunos em diversas áreas jurídicas.

Sala de aula

Damásio de Jesus era presidente e professor do Damásio Educacional. Também era doutor honoris causa em Direito pela Universidade de Estudos de Salerno (Itália).

Foi professor convidado do Curso de Especialização em Direito Penal e da pós-graduação da Faculdade de Direito da Universidade Austral de Buenos Aires, do Curso de Especialização em Direito Penal da Escola Superior do Ministério Público de São Paulo, do curso de pós-graduação lato sensu ‘Especialização em Direito Penal’ da Escola Paulista da Magistratura e do departamento de Direito Penal da Faculdade de Jurisprudência da Universidade de Estudos de Salerno.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: