Moro deixa Zé Dirceu visitar a mãe de 96 anos em Minas

Moro deixa Zé Dirceu visitar a mãe de 96 anos em Minas

ex-ministro condenado na Lava Jato conseguiu autorização do juiz da Lava Jato para se deslocar de Brasília, onde reside com a família e sob monitoramento de uma tornozeleira eletrônica, até Passa Quatro, onde mora dona Olga Guedes da Silva

Julia Affonso e Luiz Vassallo

17 de maio de 2017 | 19h52

José Dirceu. Foto: Reprodução

O ex-ministro José Dirceu (Casa Civil/Governo Lula) foi autorizado a viajar até o município de Passa Quatro, no interior de Minas, para visitar a mãe, dona Olga Guedes da Silva, de 96 anos. A autorização foi dada pelo juiz federal Sérgio Moro, da Lava Jato.

Dirceu, condenado a 32 anos e um mês de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa, foi preso em agosto de 2015, mas ganhou liberdade no início de maio, por decisão do Supremo Tribunal Federal.

No dia seguinte à decisão do STF, Moro acolheu pedido do advogado do ex-ministro, o criminalista Roberto Podval, e autorizou Dirceu a morar com a família em Brasília. O juiz mandou colocar tornozeleira eletrônica no petista.

Agora, a defesa pediu, e conseguiu, autorização para Dirceu visitar dona Olga, sob alegação de que ela está adoecida.

O advogado do ex-ministro não se manifestou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.