Ministros do Supremo se solidarizam às famílias de ‘meio milhão de pessoas que partiram e tiveram sonhos interrompidos’ na pandemia

Ministros do Supremo se solidarizam às famílias de ‘meio milhão de pessoas que partiram e tiveram sonhos interrompidos’ na pandemia

Luiz Fux, Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes prestaram solidariedade aos brasileiros que perderam familiares e amigos vítimas da covid-19

Redação

20 de junho de 2021 | 13h23

Brasil ultrapassou 500 mil mortos por covid-19. Foto: Felipe Rau/Estadão

Em nota divulgada neste sábado, 19, o ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), lamentou as perdas da pandemia. Ontem o Brasil superou a marca de 500 mil mortes pela covid-19.

“É preciso relembrar a cada dia que não são apenas números. São mães, pais, filhos, irmãos. Meio milhão de pessoas que partiram e tiveram seus sonhos interrompidos”, diz o texto.

O ministro disse ainda que o Supremo Tribunal Federal e o Conselho Nacional de Justiça ‘seguem empreendendo esforços para ajudar a sociedade brasileira a mitigar os impactos desta terrível pandemia’. Desde que a crise sanitária estourou, em março do ano passado, milhares de processo relacionados à pandemia foram decididos no tribunal.

Pelas redes sociais, os ministros Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes também prestaram solidariedade aos brasileiros que perderam familiares e amigos. “Espero que as lições aprendidas ergam uma sociedade mais justa e solidária para o futuro. Responsabilidade social já”, escreveu Gilmar. Já Moraes pregou união e defendeu a vacinação e o respeito às orientações das autoridades sanitárias.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.