Ministério da Justiça vai leiloar bens apreendidos com o tráfico

Mateus Coutinho

29 de novembro de 2013 | 20h32

Pelo menos R$ 650 mil poderão ser arrecadados

por Fausto Macedo

Bens apreendidos com traficantes pelas polícias Civil e Federal vão ser devolvidos para a sociedade em forma de ações de combate às drogas e atendimento a usuários.

A informação é do Ministério da Justiça, que vai promover dois leilões para venda de caminhões, motocicletas e sucatas, além de outros 290 objetos como celulares e câmeras fotográficas. Os leilões irão acontecer em Brasília neste sábado, 30, e em São Paulo, no próximo dia 4.

A estimativa de arrecadação é de R$ 650 mil.

Os produtos serão vendidos com uma margem de preço até 30% menor que o valor de mercado.

Os recursos arrecadados, conforme determina a legislação, serão destinados à redução da demanda e da oferta de drogas, segundo explica o coordenador-geral de Contencioso do Fundo Nacional Antidrogas do Ministério da Justiça, Amílcar Barbosa. “A renda do leilão é revertida para ações como reinserção social de usuários de drogas, cursos, repressão ao tráfico e apoio a polícias locais”, destaca Barbosa.

O Leilão do Fundo Nacional Antidrogas em Brasília será realizado a partir de 10 horas da manhã deste sábado, 30, na Área Especial número 8, Lote D, Guará II/DF (Parque dos Leilões).

Em São Paulo, o leilão do dia 4 de dezembro ocorrerá também a partir de 10 horas na Rodovia Washington Luiz, KM 248, município de Ibaté, pátio da Pacto Leilões.