‘Meu padrinho, meu mestre, meu amigo’

Por Luiz Fernando Pacheco*

Redação

20 de novembro de 2014 | 23h54

“Perdemos, eu e minha mulher, a Veridiana Carvalho, nosso amado padrinho, dela na pia batismal, meu nessa incrível jornada de aventuras que é a Advocacia Criminal, profissão na qual ele me acolheu quando eu, estagiário, tinha 20 anos.

Ícone da Defesa do Direito de Defesa era intransigente na voz técnica e apaixonada de quem a ele confiava seu destino. Grande estrategista e orador, sua fala era um mosaico de persuasão.

Atuou por muitos anos na Procuradoria de Assistência Judiciária, ao lado dos grandes Waldir Troncoso Perez e Raimundo Paschoal Barbosa, que estão com ele neste momento de alegria.

O Argemiro de Castro Carvalho Júnior, meu sogro e seu compadre, também está lá, com ele celebrando este esperado reencontro.

Na Procuradoria, fazia até 3 Júris por semana, sem nada receber a não ser a gratidão dos mais humildes a quem defendia com o próprio sangue.

Sacrificou, por um tempo, sua vocação de defensor e aceitou contrariado a missão de ser o melhor Ministro da Justiça que a República conheceu.

Brigou pelo desarmamento. Se hoje temos uma Polícia Federal independente, que não protege amigos e nem persegue inimigos, é graças ao seu esforço para equipar o órgão, seja com recursos financeiros, seja com recursos humanos, treinamento, capacitação.

Promoveu a tão necessária reforma do nosso combalido Judiciário, que ainda deve receber muito oxigênio para melhorar.

Foi muito bom marido de sua namorada de infância, companheira amantíssima de toda vida, a nossa querida Nô. Pai extremamente amoroso e dedicado, Marcela era seu maior orgulho, sua maior alegria junto aos netos, porque foi um avô deslumbrado, que na presença deliciosa da Rafaela e do Diogo, se jogava no chão e se tornava criança outra vez.
Me ensinou tudo do muito pouco que eu sei. Com amor, meu padrinho, meu mestre, meu amigo MÁRCIO THOMAZ BASTOS, um HOMEM!

*Luiz Fernando Pacheco, advogado

Tudo o que sabemos sobre:

AdvocaciaMarcio Thomaz Bastos