Mercado de franquias: como empreender e ter sucesso no franchising brasileiro

Mercado de franquias: como empreender e ter sucesso no franchising brasileiro

Danyelle Van Straten*

08 de outubro de 2020 | 02h30

Danyelle Van Straten. FOTO: DIVULGAÇÃO

O ano de 2020 tem sido atípico, com muitas mudanças e adaptações para todos. O motivo? A pandemia do Coronavírus!

O isolamento social impôs ao mercado e a sociedade civil a necessidade de se reinventar e, claro, de traçar novos caminhos e perspectivas.

Muitos negócios foram impactados pela crise e com o setor de franquias não foi diferente. Entretanto, estudos comprovam que o setor tem se recuperado com mais rapidez. Segundo pesquisa da Associação Brasileira de Franchising – ABF em parceria com a empresa de pesquisas AGP, só em julho, o setor acelerou sua trajetória de recuperação, registrando uma redução média de faturamento de 7,2% em relação ao mesmo período de 2019. É o terceiro mês consecutivo de recuperação, sendo que a taxa de julho é significativamente menor do que os 48,2% de abril, os 41% de maio e os 30,1% de junho.

Entre os segmentos que merecem destaque, por terem conseguido fazer com que os impactos da pandemia não os afetassem diretamente, está o de saúde, beleza e bem-estar, que registrou redução de apenas 2%. Os números mostram que o segmento se manteve estável, mesmo durante o período em que estabelecimentos se mantiveram com as portas fechadas. Podemos atribuir esta estabilidade em um cenário econômico completamente caótico a alguns aspectos que são característicos dos empreendedores do segmento de saúde, beleza e bem-estar.

O primeiro deles é a proximidade que as franquias do setor tendem a ter com o seu público, tanto no meio físico quanto no digital. Ações promocionais, cadastros de clientes sempre atualizados e o relacionamento digital, são pontos de destaque das franquias que se mantiveram de pé durante o isolamento social.

Outro ponto que acredito que vale ser sublinhado é que o setor buscou se adaptar rapidamente, mesmo com as portas fechadas, através de canais de compra online. Nesse novo cenário, a venda de vouchers para serem utilizados no pós-pandemia, foi uma estratégia que deu apoio financeiro aos empreendedores. Com a retomada das atividades econômicas, os franqueados do setor estão atendendo as demandas reprimidas e claro, aproveitando a oportunidade de comercializar novos serviços.

Tais resultados mostram uma tendência otimista: empreendedores que desejam ter um negócio próprio no segmento de saúde, beleza e bem-estar já podem arregaçar as mangas e partir para a ação.

Mas, como escolher a melhor opção? A resposta é simples. Independente dos números, o empreendedor deve buscar se identificar com o modelo de negócio, para só depois investir em algo para chamar de seu.

Há 24 anos atuo como empresária no setor da franchising e, como especialista no segmento de saúde, beleza e bem-estar preparei algumas dicas que podem ser importantes para quem deseja se tornar franqueado de uma rede.

– Estude o mercado: é importante se aprofundar e conhecer os segmentos que pensa em investir;

– É interessante que o empreendedor busque por franquias de um segmento que ele tenha familiaridade. E atenção! É importante gostar de tudo que envolve esse setor. Não se trata de buscar uma franquia de alimentação por que você gosta de comer. Ao ser um franqueado, você tem que estar antenado a todos os aspectos, os positivos e os negativos que se relacionam com o segmento eleito;

– Conheça o mercado da sua região: faça uma pesquisa sobre todas as variáveis. Entenda o público local, seu comportamento e se o serviço ou produto que você vai oferecer tem demanda.

– Estude a concorrência: busque informações sobre as marcas do mesmo segmento do seu negócio na região. É muito importante saber bem com quem você vai lidar!

– Busque se adaptar ao modelo de negócio da franquia: muitos empresários escolhem entrar para uma rede de franquias porque os riscos acabam sendo menores. Quando um empreendedor se torna franqueado, ele carrega toda a expertise da marca. Sendo um franqueado, o empresário tem uma estrutura por traz da marca que ele irá representar, e isso é um ponto muito positivo. É necessário que o empresário busque entender os padrões da franquia escolhida e se adapte a ele dando seu toque especial.

Outra dica e, no meu ponto de vista uma das mais importantes é: FAÇA COM AMOR! A vida de empreendedor não é fácil, mas, quando você trabalha com amor, motivação e dedicação, as chances de sucesso são infinitamente maiores.

*Danyelle Van Straten, CEO da Depyl Action e diretora da ABF Minas Gerais

Tudo o que sabemos sobre:

Artigo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: