Marqueteiros de Lula e Dilma saem da prisão da Lava Jato

Marqueteiros de Lula e Dilma saem da prisão da Lava Jato

João Santana e a mulher e sócia, Mônica Moura, tiveram prisão revogada pelo juiz Sérgio Moro

Ricardo Brandt, enviado especial a Curitiba, Fausto Macedo e Julia Affonso

01 Agosto 2016 | 16h52

Foto: Geraldo Bubniak/ AGB/ Ag O Globo

João Santana (o primeiro, à esquerda) e Mônica Moura (de preto) deixam a prisão. Foto: Geraldo Bubniak/ AGB/ Ag O Globo

O casal de marqueteiros do PT João Santana e Mônica Moura deixou a custódia da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, por volta das 16h45 desta segunda-feira, 1. O juiz federal Sérgio Moro autorizou que o casal fosse liberado da prisão, depois que, em depoimento no processo em que são acusados por organização criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro, colaboraram com a Justiça ao confessarem ter recebido recursos ilegais do PT de dívida da campanha presidencial de Dilma Rousseff, em 2010.

Os dois saíram pela porta da frente da PF sem falar com a imprensa. Santana e a mulher devem viajar ainda hoje para Salvador, onde o casal reside.