Mais um – até quando?

Mais um – até quando?

Flavio F. de Figueiredo*

24 de janeiro de 2019 | 15h37

Flávio Figueiredo. Foto: Acervo Pessoal

Mais uma ponte interditada em São Paulo.

Ponte para o qual não foi dada nenhuma importância. Afinal, ela ‘só’ permite acesso à Rodovia Presidente Dutra, uma das mais movimentadas do Brasil.

Tinham dito que nossos viadutos e pontes eram regularmente vistoriados, mas, não acreditando na própria mentira, resolveram contratar vistorias de emergência, após a ocorrência na Ponte da Marginal Pinheiros. E… bingo! O noticiário informou que há viga danificada nessa ponte, o que motivou sua interdição.

Onde estão os profissionais que vistoriaram essa ponte antes, se é que vistoriaram? Onde está o Laudo de Vistoria? Será que esse dano ocorreu de um dia para o outro, ou já havia uma evolução gradativa de deterioração, como é normal em obras relegadas ao abandono?

Vistoria é coisa séria, que deve ser realizada periodicamente por profissionais competentes.

Quem vistoria deve ter noção de riscos, deve conhecer o que está vistoriando.

Infelizmente, na nossa cultura do permanente abandono e do “só conserta quando quebra”, as vistorias não são levadas a sério, sendo muitas vezes confundidas com meras reportagens fotográficas do estado da obra. Nesse panorama, são feitas por empresas ou profissionais despreparados, que vendem seu (des)conhecimento a preço de nada.

Sem uma boa vistoria, realizada com periodicidade adequada, é difícil programar manutenções corretivas e as consequências são essas nossas velhas conhecidas.

Talvez, um dia, os responsáveis por nossa infraestrutura se tornem efetivamente responsáveis. Até lá, infelizmente, repetirei muitas reflexões, mudando apenas os locais das ocorrências.

*Flavio F. de Figueiredo, engenheiro civil, consultor, conselheiro do IBAPE/SP – Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de São Paulo e diretor da Figueiredo & Associados Consultoria. Coordenador dos livros Vistorias na Construção Civil – Conceitos e Métodos (Editora Pini, 2009) e Vistorias em Obras Civis – Aplicações e Administração de Ativos e Gestão de Conflitos ( Editora Leud, 2018)

Tudo o que sabemos sobre:

Artigo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.