Mais para documentário do que ficção, diz delegado da PF sobre “A Lei É Para Todos”

Mais para documentário do que ficção, diz delegado da PF sobre “A Lei É Para Todos”

Filme inspirado na Lava Jato teve sua pré-estreia nesta segunda-feira, 28, em Curitiba, base da operação

Julia Affonso e Ricardo Brandt, enviados especiais a Curitiba

29 Agosto 2017 | 07h33

Foto: Reprodução/Polícia Federal – A Lei é Para Todos

O delegado Igor Romário de Paula, da Polícia Federal em Curitiba, definiu o filme “Polícia Federal – A Lei É Para Todos” como ‘mais para documentário do que ficção”. Igor Romário de Paula assistiu ao longa na pré-estreia nesta segunda-feira, 28, na capital paranaense.

“Acho que não dá para se caracterizar como um programa de ficção, não. Está mais próximo para o documentário do que para a ficção”, disse.

Moro, Bretas, Dallagnol e delegados da PF assistem à “Lei é Para Todos” na terra da Lava Jato

Espero que não, diz Bretas sobre abafa à Lava Jato do Rio

Lançamento do Filme, Polícia Federal – A Lei é Para Todos, em Curitiba 28/08/2017 no Cinema Cinemark Barigui. Foto: Denis Ferreira Netto/ESTADÃO

O longa estreia em 7 de setembro. O filme destaca cenas de ação, histórias da força-tarefa e personagens que ganharam relevância a partir das investigações do início da Operação Lava Jato até março de 2016, sob a ótica da equipe da Polícia Federal.

“Acho que foi da proposta deles, fazer um filme mais com foco na investigação policial. Acho que se vier um segundo, o papel deles (Ministério Público Federal) tende a ser um papel de destaque. Vai ser um pedaço muito focado em decorrência das colaborações, tende a ser o destaque principal do Ministério Público na próxima”, avaliou Igor Romário.

O delegado Márcio Adriano Anselmo, responsável pela investigação originária do escândalo Petrobrás, disse ter gostado do filme. “Tem sua licença poética, eu não falo tanta besteira assim”, brincou.

O longa é ambientado no Paraná, estado onde nasceu a operação, e traz o ponto de vista do delegado Ivan (Antonio Calloni), que coordena a força-tarefa em conjunto com o Ministério Público. Obstáculos da equipe, conflitos e as pistas que levaram esses policiais ao esquema de desvio de dinheiro público também fazem parte do filme.

O personagem de Antonio Calloni condensa alguns delegados da PF, entre eles, Igor Romário. Já Márcio Anselmo inspirou o delegado Julio.

“A Lei é Para Todos” é inspirado no livro homônimo de autoria de Carlos Graieb e Ana Maria Santos e monta o passo a passo da investigação e os esforços para desvendar o esquema de lavagem de dinheiro e desvios para pagamento de propina para executivos de uma estatal petróleo, empreiteiras, partidos políticos e parlamentares.

O elenco conta Antonio Calloni, Flávia Alessandra, Bruce Gomlevsky, Marcelo Serrado, João Baldasserini, Rainer Cadete, Ary Fontoura, entre outros. Produzido por Tomislav Blazic (New Cine & TV) e com roteiro de Gustavo Lipsztein e Thomas Stavros.

Mais conteúdo sobre:

operação Lava Jato