Maior contingente da Lava Jato chega a 50 policiais

PF decide ampliar efetivo com mais 20 agentes, delegados e escrivães especializados em combate à lavagem de dinheiro, desvio de verbas públicas e crimes financeiros

Redação

18 de agosto de 2015 | 18h57

 

Por Andreza Matais

Foto: Fábio Motta/Estadão

Foto: Fábio Motta/Estadão

A Polícia Federal divulgou nota nesta terça-feira, 18, na qual informa que a equipe de investigadores da Operação Lava Jato será reforçada com mais 20 policiais especializados em combate à lavagem de dinheiro, desvio de verbas públicas e crimes financeiros. A equipe já conta com 30 policiais federais, número que subirá para 50 com a decisão tomada pelo diretor geral da PF, Leandro Daiello, e o superintendente da PF no Paraná, Rosalvo Franco.

 

+ Cardozo aciona PF para investigar vazamento de informações sobre Lula

+ PF acha nomes de ‘Lula’, ‘Dilma’, ‘Palocci’ e ‘Duque’ em agenda de Bob

Em nota, a PF informou que “é o maior contingente dedicado exclusivamente à Lava Jato desde a sua deflagração.”

A decisão ocorre em meio a manifestações para que o delegado Eduardo Mauat retorne aos trabalhos da Força Tarefa em Curitiba. Ele disse ao Estado que “a princípio” isso deve ocorrer na próxima semana. Mauat se manifestou nas redes sociais no domingo a favor dos protestos que pediram o impeachment da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e temia represálias.

 

Tudo o que sabemos sobre:

operação Lava JatoPolícia Federal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.