Luxo do lixo

Luxo do lixo

Na Operação Descarte, desdobramento da Lava Jato deflagrado nesta quinta-feira, 1, Polícia Federal e Receita apreenderam com investigados por suposto esquema milionário de lavagem de dinheiro na área de limpeza urbana em São Paulo carros de alto padrão, como uma Ferrari avaliada em R$ 3 mi e uma Maserati de R$ 900 mil

Julia Affonso

01 Março 2018 | 18h41

Ferrari de R$ 3 milhões. Foto: PF

A Operação Descarte, desdobramento da Lava Jato deflagrado nesta quinta-feira, 1, identificou que um dos empresários investigados por lavagem de dinheiro comprou uma Ferrari avaliada em R$ 3 milhões e uma Maserati de R$ 900 mil. O dinheiro usado para as aquisições teria saído de um esquema envolvendo o Consórcio SOMA (Soluções de Meio Ambiente), prestador de serviços de limpeza da Prefeitura de São Paulo.

Maserati de R$ 900 mil. Foto: PF

A investigação aponta que o SOMA comprou R$ 200 milhões em notas frias de empresas de fachada que simulavam compras de mercadorias. Uma delas, a Orion, recebeu R$5.416.670,80 do consórcio, segundo a Polícia Federal.

A Receita identificou que modestos serralheiros e mecânicos de bicicleta detinham o ‘controle’ dessas empresas que vendiam notas fiscais frias em valores milionários ao SOMA.

Grupo usou botas, sapatênis, bonés, uniformes e detergentes para lavar R$ 200 milhões do lixo, diz investigação

PF busca agentes públicos no lixo em SP

Diretor de Inteligência da Argentina recebeu US$ 850 mil em propinas, diz PF

Entre 2013 e 2015, de acordo com a PF, a Orion transferiu recursos para pagamentos de despesas pessoais e patrimoniais de um empresário e de sua família, ‘incluindo a aquisição de bens de luxo, como veículos da marca Ferrari e Maserati’.

A Ferrari F12 Modelo Berlineta foi comprada em 22 de dezembro de 2015. A Maserati/Quatroporte V8 GTS, em 9 de setembro de 2013.

COM A PALAVRA, O CONSÓRCIO SOMA

O Consórcio SOMA informa que cumpre todas as exigências legais e que está prestando todas as informações solicitadas pela Polícia Federal.

Assessoria de Imprensa do Consórcio SOMA

Mais conteúdo sobre:

Polícia FederalFerrariMaserati