#LulaPresoPolítico Não podemos deixar barato, diz PT no Twitter

#LulaPresoPolítico Não podemos deixar barato, diz PT no Twitter

Ex-presidente foi levado para depor na Operação Aletheia, ápice da Lava Jato

Julia Affonso, Ricardo Brandt e Mateus Coutinho

04 de março de 2016 | 09h31

Mensagem do PT no Twitter. Foto: Reprodução

Mensagem do PT no Twitter. Foto: Reprodução

Atualizada às 9h37

O PT reagiu no Twitter à condução coercitiva – quando o investigado é levado para depor e liberado – do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta sexta-feira, 4. O petista é alvo da Operação Aletheia, ápice da da Lava Jato.

“#LulaPresoPolítico Não podemos deixar barato. Precisamos todos reagir. Agora!”, conclamou o partido no Twitter, em mensagem postada por volta das 8h30 desta sexta.

Foto: Reprodução Twitter

Foto: Reprodução Twitter

Em outra mensagem, a sigla afirmou: #SomosLula #PovoComLula

O ex-presidente não foi preso. Lula é alvo de mandados de condução coercitiva e busca e apreensão.

[veja_tambem]

O ponto central da Operação Aletheia, 24.ª fase da Lava Jato, é o patrimônio supostamente oculto de Lula. A força-tarefa da Procuradoria da República afirma que o petista, ainda no exercício da Presidência, em 2010, adquiriu dois sítios no município de Atibaia, interior de São Paulo, ‘mediante interpostas pessoas’, pelo valor de R$ 1.539.200.

Os investigadores apontam ‘fortes indícios’ de que, entre 2010 e 2014, Lula recebeu pelo menos R$ 770 mil ‘sem justificativa econômica lícita’ do pecuarista e amigo dele José Carlos Bumlai – preso desde 24 de novembro na Operação Passe Livre, desdobramento crucial da Lava Jato que apontou para o suposto envolvimento do ex-presidente no esquema de corrupção instalado na Petrobrás.

Em nota, o ministro Miguel Rossetto, do Trabalho e Previdência Social, declarou-se “perplexo e indignado” com a condução coercitiva do ex-presidente Lula na manhã desta sexta-feira. “O presidente Lula já prestou depoimento e sempre se colocou à disposição das autoridades. Isso não é justiça, isso é uma violência. Rossetto disse ainda que a ação é um claro ataque ao que Lula representa, como uma liderança política e social”.

Tudo o que sabemos sobre:

Lulaoperação Lava JatoPT

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: