Lula quer evitar ‘Quadrilhão do PT’ nas mãos de Moro

Lula quer evitar ‘Quadrilhão do PT’ nas mãos de Moro

Defesa pediu ao relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal que rejeite pedido da procuradora-geral Raquel Dodge para que remeta à Justiça Federal do Paraná denúncia por organização criminosa contra integrantes do partido

Rafael Moraes Moura e Amanda Pupo/BRASÍLIA

23 de abril de 2018 | 21h02

Lula e Moro. Fotos: Estadão

BRASÍLIA – A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediu nesta segunda-feira (23) ao ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF, que não atenda à solicitação da Procuradoria-Geral da República (PGR), que quer que seja enviada ao juiz federal Sérgio Moro uma investigação que apura suposta prática de crime de organização criminosa por parte de membros do Partido dos Trabalhadores.

+ Líder do PT na Câmara mantém inspeção em cela mesmo após juíza negar

No mês passado, Fachin determinou o desmembramento das investigações, mantendo no STF a apuração envolvendo apenas a presidente nacional do PT, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e seu marido, o ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo.

+ Martinho pede para dar um ‘abraço de conforto’ no amigo Lula

Fachin determinou à Justiça Federal do DF a investigação contra políticos que não possuem foro privilegiado, como os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e os ex-ministros Antonio Palocci e Guido Mantega. (Rafael Moraes Moura e Amanda Pupo)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.