Lula guardava laudo contratado pela Odebrecht de poço em chácara de Atibaia

Lula guardava laudo contratado pela Odebrecht de poço em chácara de Atibaia

PF encontrou na casa do ex-presidente laudo técnico contratado por empreiteira suspeita de reformar Sítio Santa Bárbara, que seria do petista, em outra propriedade de Atibaia

Ricardo Brandt, Julia Affonso e Fausto Macedo

18 de março de 2016 | 15h15

ODEBRECHT SITIO

 

A Polícia Federal quer saber o porque Luiz Inácio Lula da Silva guardava em sua casa, em São Bernardo do Campo, um documento de serviço prestado em propriedade em Atibaia (SP) que tem como cliente a Odebrecht. A força-tarefa da Operação Lava Jato acredita que o Sítio Santa Bárbara, na mesma cidade, tenha sido comprado pelo ex-presidente e registrado em nome de dois sócios de um de seus filhos, no final de 2010.

Trata-se de um “Laudo analítico” da água da Chácara Otelo em Atibaia feito por uma empresa especializada, de São Paulo. O nome do cliente que contratou os serviços “Construtora Norberto Odebrecht”. O endereço que consta no documento é Estrada dos Pires s/n.

ODEBRECHT SITIO 2

Para a Lava Jato, Odebrecht e a OAS – duas empresas acusadas de corrupção na Petrobrás – junto com o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula preso desde novembro, tenham bancado a reforma do sítio em 2011 como forma de compensação por contratos na estatal.

A compra do sítio foi feita em 2010. O documento foi oficializado no escritório do compadre e defensor de Lula, o advogado Roberto Teixeira. No material apreendido com o ex-presidente, foi encontrado um contrato de gaveta em que Fernando Bittar – um dos donos no papel do Sítio Santa Bárbara – acerta a venda do imóvel para a família do ex-presidente.

O ex-presidente nega que seja dono do Sítio Santa Bárbara. Segundo ele afirmou à PF, o imóvel foi comprado pelo amigo Jacó Bittar – ex-prefeito de Campinas do PT – e registrado em nome de seu filho Fernando Bittar e seu sócio Jonas Suassuna. Ambos são sócios de um dos filhos de Lula.

COM A PALAVRA, A ODEBRECHT

“A Construtora Norberto Odebrecht e seus integrantes estão colaborando com as autoridades e todos os esclarecimentos serão prestados oportunamente no âmbito do inquérito em curso.”

Tudo o que sabemos sobre:

operação Lava Jato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: