Leia por que a Procuradoria pediu a prisão dos suspeitos de hackear Moro

Em manifestação de 8 páginas, o Ministério Público Federal em Brasília aponta passo a passo ação de grupo preso na Operação Spoofing por supostamente invadir aplicativo Telegram do ministro da Justiça, de delegados da Polícia Federal e de juízes